A DIGESTÃO DA SELVA

(INDRISO)

 

na selva em que serena

afugenta-se a alma pequena

árvores e monstros se confundem

 

sereno intenso vira cascata

entorpece-se com o cheiro da mata

loucura e lucidez se fundem

 

seja natural, seja de pedra

 

a selva nos mastiga com o que engendra

Cláudio Antonio Mendes

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gótico, profundo  e mais que bom, prezado Cláudio

    Abç

    megustaleerte.gif

    • Agradeço o comentário o comentário sobre o Indriso. Fraternalmente, um abraço!

  • Gestores

    Magistral Indriso Cláudio A. Mendes...

    De um lirismo poético e sutileza poética que nos faz suspirar!!!

    NOSSOS CALOROSOS APLAUSOS!!! 

    gaDs = graças a Deus sempre!

    Quadrocasa3parabensdestacpp.jpg

    • Agradeço o comentário o comentário sobre o Indriso. Fraternalmente, um abraço!

  • belo indriso, Cláudio, abraços!
    • Agradeço o comentário o comentário sobre o Indriso. Fraternalmente, um abraço!

  • Quadrocasa1.jpg

    • Agradeço o comentário o comentário sobre o Indriso. Fraternalmente, um abraço!

  • Gestores Adm

    Lindíssimo indriso, no molde 3/3/1/1 Belíssima inspiração.

    Parabéns e meus aplausos.

    Ps.Só faltou a autoria, abaixo.

    • Agradeço o comentário o comentário sobre o Indriso. Fraternalmente, um abraço!

This reply was deleted.
CPP