A RAZÃO

A RAZÃO

As estrelas não podem cair

Sobre os nossos telhados

Mas podem vim morar

Em olhos apaixonados

 

Não adianta subir

Tentando alcançá-las

Elas apenas são brilhos

Guiando-nos pelos trilhos

Encantados do amor

 

Mas a lua, esta sim

Teve sorte de morar

Entre as estrelas no céu

E com elas brilhar

 

Não adianta apagar

Aquilo que é essência

Para estrelas alcançar

Num ato de demência

 

A razão de seu existir

Está no brilho de cada vez

Que o teu coração sorrir

Mesmo não sendo lucidez

(Cláudio Antonio Mendes)

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP