À SUA ESPERA

Quando a vi passar pela primeira vez,
Pulou de alegria o meu coração...
Corri para alcançá-la e me
Esborrachei no chão…
 
Envergonhado eu fiquei,  triste
E com vergonha, gritei...
Ela ouvi o grito vindo do campo e
Eu ligeiramente me abaixei...
 
Tentei,  outra vez,
Perto dela me aproximar,
Dessa vez com mais cautela,
Sem me esborrachar...
 
Fiquei escondidinho atrás das flores
Esperando ela passar...
Ela passou cantarolando
E eu saí para abordar...
 
Receba esta flor cultivada
No meu jardim
Para marcar este dia
Que lembraras de mim.

Jilmar Santos

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Adm

    Uauuu! Que belo poema! Linda interpretação.

    Parabéns, Jilmar.

    • Obrigado, Edith!.
  • Poeta Jilmar poesia encantadora meus aplausos abraço...

    • Obrigado, Eudalia!
  • e2.png

    • Obrigado, Angélica!
This reply was deleted.
CPP