Ausência

 

O trem se foi

O dia se vai...

Choveu pouco

Orvalhou a terra

O sol insiste insight

As lâmpadas artífices

Vigiam o vazio

Pernas passaram

Alguém sentou-se

no banco envernizado

os carros poucos se vão

nos vãos vagos do dia

você... já foi

do dia o sol a brilhar

da terra o orvalho a fertilizar

do vazio... o cheio.

Jennifer Melânia

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • Gestores

    Amada Menina Poeta Jennifer...

    Saudades Tuas... Saudades que ora sorriem felizes no sentir de tua Poesia onde se reunem os Mils Bancos dos Mundos das Dualidades para contemplar todos os Vazios dos Infinitos sem Fim... Mas... Senti que achastes Novos Começos para Todos os Fins!!!!

    - APLAUSOS NOSSOS CALOROSAMENTE AGRADECIDOS PELA TUA PARTILHA! gaDs

  • Um primor poético!
    Aplausos...
    Parabéns!!!
  • Você é uma poetisa iluminada, por fazer um escrito tão belo e tão benévolo.

  • Gestores

    estrelinhamar.gif

    • Obrigada, minha linda!! Eu é que gosto demais de vocês da casa...nossa casa. Bjim

This reply was deleted.
CPP