DE OLHOS VENDADOS

3548266370?profile=RESIZE_710x

DE OLHOS VENDADOS

Vendei os meus olhos
Para esse mundo cruel
Sinto-me nas nuvens
Bem perto do céu
Essa mesma venda
Também tapa
Os meus ouvidos
Sentada nas pedras,
Me guio
Através dos sentidos
Sinto a energia do sol
Ele é um gigante
E a delicadeza da lua
Que brilha
Como um diamante
Cubro meu corpo desnudo
Pareço não ter nada
Mas daqui do alto
Sinto que tenho tudo
E nesse estado
Aparente de solidão
Me posiciono no tempo
Sentindo-me livre
Tão livre como o vento

Sandra Leone.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Parabéns e obrigado por repartir seus textos conosco!

  • Maravilhoso poema, Sandra!

    Parabéns 

    Bjs

  • Muito lindo poema! Bjs.

  • PARABENS AMEI SEU POEMA SANDRA 

    • Grata Magaly pela presença e comentário 

  • This reply was deleted.
    • Amei Marso sua formatação. Obrigada. Abraços

  • Gestores

    3525941132?profile=RESIZE_710x

    • Rsrsrs... agradeço Marso... Abraços.

  • Mavilhosa poesia. Ficou lindo. Refletir sobre o tempo, a vida é magistral Aplausos mil

    • Obrigada querida Norma pelo carinho.

This reply was deleted.
CPP