Fantasia da velhice

3665949368?profile=RESIZE_710xFantasia da velhice.


Os anos passaram… a velhice chegou.
A hora não matou aquela criança,
Nem sequer, o dia esperança levou!
Restara uma força, uma lembrança:
De momento fértil, que não apagou.

Regar as nuvens para que não morram.
Pois, sobre ela é o último patamar.
Pedir ao céu que elas, à terra, escorram
Chuva de bênçãos e profundo amar.

A velhice traz sabedoria e calma.
Tudo que a mente deseja fazer;
O corpo não consegue e, a alma;
Responde num suspiro sem sofrer.

Fantasiar que está sob as nuvens:
Com o regador na mão as molhando.
Para que aumentem sem fuligens;
Assim, o tempo vai lento passando.

Tudo que foi vívido, hoje é sabedoria.
Os momentos não angustiam jamais.
Na face os sulcos marcam a alegria.
Dos bons tempos que não voltam mais…

A vitalidade, bem sagrado adquirido.
Com lucidez envelhecer e ter o coração:
satisfeito por tudo que lhe fora permitido.
Muito ter aprendido por ter dado o perdão.

Com a mente em plena sublimação.
Carregou o fardo que lhe fora proposto:
Doou - se à vida, voou à imensidão
Sonhando fez do viver uma doce emoção!
Márcia A.Mancebo (18/10/19)

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • Obrigada, Jennifer!

      Bjs

  • Márcia, querida uma poesia grandiosa que faz

    sintonia com a imagem que é belíssima! Bjs.

    • Obrigada querida amiga. 

      Bjs

  • Perfeita Márcia, "tudo o que foi vivido, hoje é sabedoria". Amei. Parabéns pela bela inspiração.

    • Obrigada querida amiga. 

      Bjs

  • Maravilhosa poesia, versos de grande sabedoria.

    • Obrigada querida amiga. 

      Bjs

  • Nossa

    Beleza de poema para mais outra bela imagem.

    Parabéns, maestra. 

    • Obrigada,Neves!

  • Uma inspiração sublime! Show!!!

This reply was deleted.
CPP