Iluminação

 

Inspiro... expiro
e subo um degrau,
subo um degrau
e o meu coração sente o sinal do infinito,
do sinal do infinito
irradia a luz que se derrama sobre mim,
derrama-se sobre mim
e leva-me à magnificência das galáxias,
na magnificência das galáxias
a majestosa e poderosa vastidão do espaço,
e na vastidão do espaço
encontro o grande vazio repleto de amor,
repleto de amor alimentando o coração da vida.

Inspiro... expiro
e continuo a minha jornada pela luz
e na luz acesso a refinadas formas de pensamentos
pensamentos que envio até às profundezas da Terra
e a Terra purifica-se vaso físico uno
com toda a criação.

Percebamos que somos mais
que um corpo de carne e osso
que nesse corpo de carne e osso
existe uma alma cheia de luz
luz
que pode iluminar o nosso semelhante!

Fernanda R-Mesquita

 

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Inspiradíssimo poema, Fernanda. Magnífico!

    • Grata Marsoalex. Abraço com carinho

  • Adm

    A repetição final d ecada verso no ínicio do verso seguinte, figurou como uma escada.

    Ficou muito show teu poema, Fernanda.

    Aplausos!

    • Obrigada Edith. Foi o que a imagem me transmitiu. Cada vez que saltamos de situação para outra subimos um degrau, criamos novas energias, não estagnamos e abrimos mil e uma possibilidades de sentirmos o quão é importante a nossa missão aqui na terra e como podemos ajudar outros a seguir um caminho cheio de luz. Abraço.

  • 997078232?profile=RESIZE_710x

  • No seu poema, Fernanda, a forma deu materialidade ao conteúdo na repetição de expressões sugerindo graduação de avanços (em degraus?).
    Bela e competente composição que nos leva à percepção da nossa espiritualidade!

    • Apreciei o seu comentário e a sua boa leitura sobre o poema. Foi extamente assim. E não é, segundo a segundo da vida um degrau? Cabe a nós sentir que somos parte do universo. Muitas felicidades e boas inspirações!

  • Bela e profunda poesia. Aplausos mil

    • Muito obrigada pela sua visita e apreciação Norma. Muitas felicidades!

This reply was deleted.
CPP