No fim azuis de alegrias

 

A escada está posta

Sobe sem presa...arredio

O fim é logo ali

Mais vai levando o corpo...

Lentamente nesses degraus

São longos nas decisões

Não tropeça se há cautela

Como são distantes?!

No ápice tem infinitos

Azuis e azuis de alegrias

E de um suspiro de alívio

Vai, sobe sem presa...

Jennifer Melânia

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    Gente, eu não comentei os poemas criados para essa imagem. Ou eu estava viajando ou,  não estava conseguindo entrar na casa. Mesmo depois de tanto tempo, estou aqui novamente, Jennifer, aplaudindo teu lindo poema! Bjs

  • Gestores Adm

    Nofimazuisdealegria.jpg

    • Edith querida, você sempre ilumina minha página. Amei! Obrigada pela apreciação e pela arte maravilhosa. Bjs.

  • This reply was deleted.
    • Oi, Ádria, não precisamos de pressa mesmo. Obrigada, querida amiga. Bjs

This reply was deleted.
CPP