Um choro para Marsoalex

Triste, sorriso oculto

Lembranças frias, com choro

Palavras escondidas no cérebro

Aporte da escrita e da cultura

Prenúncio de choro

 

Mãos finas, aperto somente com lágrimas

Dias nublados após o outro

Triste olhar, sem fôlego, senti

Mãos suadas e trêmulas

Boca fechada, apenas pensando

 

Só como o vento

Sem espelho para olhar

Febre sem suor

Choro hereditário

Peito doído

 

Vida partida

Esperança que findou

Febre que a levou

Chegada da morte

 

Tarde com óbito

Lembranças dos feitos

Pedido de perdão pela gentileza

Dia sem noite, noite sem dia

Apenas o choro de família

Abraços, sem espaço

Reservado no céu seu espaço

 

Amigos tristes, não sabem como te falar

Com a mesma calma e humildade

Seu perfil

Em outro espaço viverá

Com os braços abertos, outros,

Na sua casa receberá!

 

José Hilton Rosa

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP