Posts de ZKFeliz (1210)

Gestores

Celeiro de Inspirações

CdI

*** *** *** ***
Celeiro de InsPirações

***
Altaneiro Poeta que em sentimentos

abre as portas do coração ao mundo

mas procura se abrigar nos momentos

em que o sentir interno cala fundo

*
Não chores pelo dom que foi-lhe dado

ainda que lhe cause mils tormentos

pois o teu sentir é bem disseminado

para aliviar de muitos os sofrimentos

*
O que seria do mundo sem a tua escrita

que torna a vida mui bela e mais bonita

tuas palavras se transformam em lições

*
Quiçá renasças mils vezes nos futuros

se tornando a luz dos mundos obscuros

pois és um "Celeiro de Inspirações"!!!

*** * ***
1709 - gaDs!

*** *** *** ***

E... Feita Imagem - Do mesmo Mundo

que dos Poetas também é um Celeiro

chegam Inspirações que interagem

fazendo nos corações doce tatuagem!

---

CdI

Saiba mais…
Gestores

FORMATADORAS I

CPP

FS

*** *** *** ***
Formatadoras I
*** * ***
Eu vi um Menino Poeta chorando
numa noite que reinava a Lua
pois que estavam muitos olhando
a uma sua Filha Poesia - Nua
*
A Filha - Poesia por ele gerada
nasceu com toda a pureza e pudor
e embora sendo por ele inspirada
faltava para vesti-la um Amor
*
O Doador Mor do Dom aos Poetas
ao mesmo tempo Criador e Criadora
percebeu as Poesias incompletas
*
Criou então com Arte a Formatadora
para vestir todas Poesias seletas
Em uma "apoteósis" arrematadora!!!
*** * ***

.
gaDs***
*** Dedicado às Formatadoras, de Larodef
*** *** *** ***

ASSISTA EM VÍDEO

z

FormatadoraS-2308-gaDs

More presentations from Zeca Avelar

FS

Saiba mais…
Gestores

Existencialismo III


Existencialismo III
 
Senhor - Hoje levantei
Sentindo um "não sei o quê"
Lá fora o menino Sol brilha
enchendo de luz a Varanda
Senti o Mundo girando
e a Ti que Tudo comanda
 
Senti uas lágrimas rolarem
novamente pela minha face
Senti o sentir indecifrável
qual prova de Tua existência
Senti-me como parte de Ti
Senti-me como Tua essência
 
Confesso às vezes sentir medo
pensando na Viagem marcada
Confesso sentir-me culpado
do feito ou não feito nada
Pra carregar minha cruz
Vos peço: Envia-me Tua Luz!
 
Não quero fazer  Oração
que não resulte em ação
Não quero Ter a miopia
que cega o Amor de cada dia
Não quero - afinal - Senhor
Viver... Sem o Teu Amor!!!
 
Senhor estou acordado
mas continuo dormindo
O Sol me vê lá dos Altos
e me olha com amor sorrindo
Senhor - Não deixe um instante
que eu não Ame ao Semelhante...
 
Senhor não deixe um instante
de dar a Mão ao Semelhante...
 
Senhor - não deixe um momento
de enviar Teu Amor e alento!!!
 
 
EIII
1508 - gaDs!

EIII

Saiba mais…
Gestores

¡¡¡Façamos os "Deveres de Gaza"!!!

Imagens dua Triste REALIDADE - Jamais Sonhada!!!

=
Deveres de Gaza (para as Crianças)


.
Esta não deseja nem quer ser Poesia
Creiam nisso (e)Leitores -por favor-
pois vai contar-lhes de um pesadelo
onde a realidade é hediondo horror.

.

Não vai entrar em sórdidos detalhes
das vicissitudes nefastas da Terra
dentre as quais a mais maléfica
que é o desamor gerado pela Guerra

.

Mas - Não vai fingir que não vê
em diversas partes deste Mundo
o que o Homem faz para as Crianças
com seu espírito sujo e imundo

.


Ora falamos qual Criança da Escola
que deve cumprir os deveres de casa
e assim, gritar por estas palavras
a favor da vida das Crianças de Gaza


.
Para a linguagem não ser só textual
a fazemos nas multi - linguagens
onde o choro se fará mais líquido
na visão das macabras imagens


.
Vemos como a imagem bem mostra
Crianças mamando nas mamadeiras
ao lado de Crianças assassinadas
como se isso fossem 'brincadeiras'


.
Vemos Crianças passeando inocentes
levando outras Crianças nos ombros
sem ter ideia do porquê - Oh Deus -
que seus Lares se tornaram escombros

.

Vemos Crianças jogadas no solo frio
de qualquer modo e de qualquer jeito
abrigadas pelas multiplas mortes
tendo o chão do Hospital como leito


.
Ao invés de vermos Crianças brincando
alegres vivenciando suas puras vidas
vemos o vermelho de seus sangues
que jorram de suas crianças feridas...


.
Vemos entre soluços incontidos - Oh Deus -
nas noites frias o cruel sofrimento
das Crianças sem terem mais um Lar
e dormindo entre escombros ao relento!



 ¡¡¡ATÉ QUANDO... ATÉ QUANDO!!!
¡¡¡¡¡¡¡A POESIS CONCLUI GRITANDO!!!!!!

.
J.C. Avelar --- 2508 --- gaDs!

.
* Infelizmente a (des)Poesia retrata
ua Realidade sequer ou jamais sonhada!
.

CdFdG

CdFdG

Saiba mais…
CPP