Poesias

Sinto toda você

No quarto eu e você , a cama nos chama loucamente a gente se ama

Nossos corpos gritam o desejo! Sinto toda você

Se entregamos numa fogosidade sem vaidade

Toco em tua pele, sinto teus fados

Nossas bocas se pedem, loucamente se tocamos

Em fulgor se amamos, se contagiamos

Lhe abraço,  sinto seu coração todo querendo se entregar

Se amamos cada segundo em compasso e te amar

Suspirante você  dizendo, venha me pega, com teu amor me rega

Com teus desejos me decifra, me caliça, fala que sou sua ama

Em palavras me aclama, meu doce coração

Diz coisas de amor, ama-me nessa prazerosa sedução

Autor: José Carlos Ribeiro

21/04/2017


Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e das Poesias.

Join Casa dos Poetas e das Poesias

Comentários

  • Adm

    Caro poeta José Carlos. Siga expressando suas emoções e anseios através dessa abissal metodologia chamada poesia.

  • Belíssimo e sensual versejar romântico. Um momento poético de puro sentimentalismo em versos arrebatadores. Parabéns e aplausos mil nobre poeta José Carlos Ribeiro. Boa noite!

  • Adm

    Ardente poema. Aplausos para tua inspiração.

    Bela tarde de domingo.

  • Adm

  • Adm

    Deixo aqui meus parabéns e estímulo para sua continuação nessa caminhada poética.

  • Lindo, poeta! O amor permeia toda a tua poesia!

    Ótimo fim de semana!

  • La imagen puede contener: texto

This reply was deleted.
CPP