No silêncio do meu peito,primavera

Enfim, chegou

e tão candidamente

se instalou

Um novo alvorecer

que traz junto

esperanças de um

novo viver

Meu coração aquieta-se, então

deixando no passado as

dores e decepção

Brota em  mim, a esperança

em flor

fecundada no solo fértil

das cores e flores que

embelezam a rua 

Transformando meu coração

em um canteiro de amor

e ternura

LILIAN FERRAZ

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Nossa!!! Quanta candura em teu versar!! Parabéns!!

    • Obrigada Angélica pelo seu carinho!bjs

  • Ternura, beleça, alegria, qualidade... Bravo, querida Lilian!!!

     Beijos, poetaza !

    • Muito grata pela atenção e carinho aos meus escritos.Bom dia.Bjs

  • Querida Lilian Menina Poeta...

    (...) 

    Brota em  mim, a esperança

    em flor (...)

    Sim... Que maravilha de verso Poético que se soma aos demais!

    Nossos (e meus) APLAUSOSSS - gaDs

    • Oi querido Zeca!que revê-lo, estava sentindo sua falta.Muito obrigada pela atenção e carinho que demonstras na leitura.Bom dia a ti.Abraços

    • Obrigada querida!Sou imensamente grata pela atenção.Bom dia

  • Caprichosa autora, não tenho palavras pra descrever a surpresa observada aqui!

    • Obrigada! Muito bom poder escrever sobre primavera e seus efeitos. Bom dia

This reply was deleted.
CPP