Posts de Jilmar Santos (69)

Seus traços

Quando olho nos traços do seu sorriso, fico hipnotizado
E preso a ele por alguns instantes.

Talvez vez não saiba o que acontece,
Mas uma alegria toma conta das minhas emoções.

Sua voz suave, de sotaque arrastado,
Me encanta a cada verbo conjugado.

Usei o verbo amor para conjugar três pessoas
Dessa história: eu, tu e nós

Jilmar Santos

Saiba mais…

Por que eu te escolhi?

Te escolhi porque você foi um
Presente em minha vida.
Te escolhi pelo seu olhar cuidadoso
Ao me ver tristonho e me acolheu.

Você me entende sem me criticar,
Sem me julgar pelo o que fiz e ouve
Todos os meus desabafos repetidos
E calejados.

Às vezes não te escuto, mas sinto
Você ao meu lado todos os dias
Acompanhando o seu velho amigo
Que não te deixa jamais.

Jilmar Santos

Saiba mais…

Carta de amor na escola


Um certo dia, no mural de correspondência da escola,
Eu recebi uma carta de amor sem assinatura, que dizia assim:
Menino sardentinho e de olhos castanhos clarinhos,
Você não tem ideia como faz pular o meu coraçãozinho.

Te vejo pela manhã indo entregar o leite, mas você não me ver.
Também vejo você pela tarde na escola brincando com seu amigos
Enquanto eu em brincava com minhas colegas.
Nunca tive coragem de dizer o quanto eu te amo, minhas 
Colegas queriam até contar, mas eu não as deixei.

Em breve não o verei mais, pois minha família vai se
Para outro estado bem longe.
Sei que vou sentir muita saudade de ver você pela escola,
Mas levo você comigo pulando no meu coração.
Algum dia você saberá quem foi que escreveu em
Linhas tortas, porém com um olhar tão reto.
Te amo!

Jilmar Santos
 

Saiba mais…

O frio que quero sentir

 

O frio que quero sentir

 

Nas noites mais frias que senti, 

foram seus beijos que aqueceram 

Os meus lábios ressequidos

 

O meu meu peito arrepiado ia encaixando

Aos seus e sentindo a melhor

Temperatura humana

 

O frio ia passando e clima aumentando

Debaixo daquele edredom macio

  E aconchegante

 

Jilmar Santos


Saiba mais…

A noite dos meus sonhos

Não fazia ideia que todo aquele

Gemido escandaloso era o seu corpo

Sendo tocado pela primeira vez

Onde aquelas unhas faziam 

Caminhos pelas minhas costas

Aquelas mordidas que ainda me deixam

As marcas e sinais de uma noite

Espetacular que parecia não

ter mais fim

Espelhos embaçados dentro do box

E o chuveiro derramando água sem parar

Parecia que nada estava fora do controle

Naquele momento estrambótico

De repente aquele gripo de gozo

profundo que parece não ter fim

Com os dedos trançados em meus cabelos

até o último suspiro

Jilmar Santos

Saiba mais…

Escrivaninha

Escrivaninha

O que seria das minhas noites

Sem você, minha escrivaninha? 

Por acaso não estás comigo

Em todas as madrugadas?

 

 

As teclas do meu laptop são as

Minhas vozes neste universo digital

E, acada lauda e verso produzido,

Vou deixando um pouco de mim.

Os pensamentos fluem de acordo

Com as experiências vividas, onde

É convertida para um ambiente

De leituras e escritas.

 

 

Os meus dedos trabalham em um

Conjunto harmônico com todo

Corpo e faz com que as ideias

Surjam em formas de poemas.

 

Jilmar Santos

Saiba mais…
CPP