Posts de Jilmar Santos (83)

Sussurro ao ouvido

Toquei sua pele de um jeito que

Encantei a sua alma, que desvalida,

Ansiava por desvelo.  

 

Toda fragrância exalada em seu corpo

Só surte efeito por causa da essência

Da sua pele sensível e macia.

 

Cada toque minucioso é uma nova

Descoberta, um arrepio no pescoço com um

Dedilhado em seu íntimo libido aceso.

 

É assim a sensação de quando estamos

conectados um ao outro neste universo

Prazeroso de desejos e emoções.

 Jilmar Santos

Saiba mais…

Enxada

Mãos ásperas de um passado tão presente Que raia do nascer do dia Aos carcarejos das galinhas. Saíndo contando neblina à frente, Logo bem cedinho, com a marmita Bem quentinha Vendo a esperança e futuro Daqueles que esperam o alimento À custa de…
Saiba mais…

O preço de ser feliz


Caminhos de risos constantes
Traz a beleza no olhar de quem é feliz.
O poeta Carlos Drummond diz que: 
"Ser feliz sem motivo é a mais
Autêntica forma de felicidade."

Há quem diga que ser feliz

custa caro demais, e
no entanto, só é possível se tiver
dinheiro no bolso ou possuir 
Algum bem valioso.

Para outras pessoas o 

Ser feliz é de graça,
Custa pouco, por isso, 
Encontra a alegria nas coisas
mais simples ao seu redor.

E as nossas lembranças quando criança?

Precisávamos de muito para ser feliz?
Éramos metres em brincadeiras criadas por nós mesmos.
Só voltávamos para casa quando ouvíamos
Aquela voz: Entre já! Não vou avisar de novo!

O preço da felicidade está em nossas mãos,

E o bom é que pode ser de todos.
Ser feliz, talvez, não seja de graça,
pois não tem preço.

Jilmar Santos

Saiba mais…

Senhor Nicolau e dona Matilde


Senhor Nicolau, um velhinho rabugento de 85 anos, que sempre andava irritado
Com as coisas da vida, mas que nunca perdeu a sua essência de cavalheiro
Com a sua esposa dona Matilde.

Por sua vez, dona Matilde, uma senhorinha de 79 anos, que sempre deu a vida
Pelos cuidados da casa e do seu esposo rabugento, senhor Nicolau, que
Casados há 61 anos, sempre viviam entre tapas e beijos.

Mesmo dona Matilde zangada com seu esposo Nicolau, ele sempre
Andava atento e cuidando daquela que havia prometido
amor eterno até o fim das suas vidas.

Senhor Nicolau costumava  escrever poemas para a sua amada
Desde a sua mocidade, e em um eles, dizia assim:

Na infinita sabedoria,
Deus fez o amor,
Juntou nossas vidas
Nos planos do criador.

Jilmar Santos

Saiba mais…

Dia do Poeta

Do poeta que fala de amor
Ao poeta relata a sua dor
Do poeta magoado
Ao poeta mais amado
 
Daquele que mostra
A importância do amor 
Ao que traz esperança
Para o coração sofredor
 
Do poeta que alimenta a vida
Com o encanto da poesia
Seja ela vivida ou desejada
Para sua jornada
 
Em terra de poetas abençoados
Com grandes poesias
Descobri que escrever
Foi a minha terapia 
 
Jilmar Santos

 

Saiba mais…
CPP