Poesias

INQUIETUDE...

Desvairados pensamentos
inquietos desejos
alma em lampejos
sem atos...

Sentidos sem sentir
seguidos a imaginar
parados sem pairar
sem dormir...

Sangue a fluir
veias aquecendo
corpo fugindo
sem ir...

Descontrole ao rumo
direção em anseio
olhos fechados, vagueio
sem prumo...

Tempo nó ou laço
minutos de espera
gotas de demora
sem passo...

Estrema colisão
se faz sem limites
do querer, paixão
sem dantes...

No agora errante
tateando detalhes
desnudar insano
sem medo...

Infindável chegar, faz conter
se derrama no prazer
profundo cálido ter
que mergulha sem pressa...

*Glaucia Amaral

27/10/17

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Glaucia Amaral

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

    • Grata amiga Marsoalex. bjs de luz!

    • Nossaaaa... que lindo que ficou... <3

      Mui grata pelo carinho Marsoalex.... bjsss

  • Lindo, Gláucia! Pensamentos e desejos inquietos

    deram forma a esse poema gostoso de ler, Bjs.

    • Agradecida Mena pelo apreço... bjsss

  • Sensacional aplausos
    • Grata Meire. bjsss

  • E assim vivem nesta inquietude os poetas, mergulhando

    nas palavras que trajam depois um belo poema.

    Meus aplausos

    FC

    • Grata.  Abraços Fraternos amigo Frederico.

This reply was deleted.
CPP