Poesias

ILUSÕES DA MENTE

“ILUSÕES DA MENTE”

 

 

Vislumbrei um novo horizonte

Onde meus sentimentos desejavam seguir

Buscando encontrar o elo perdido

Para trazer-me de volta a tão almejada paz.

 

Naveguei por escuridões

Perdido nas ilusões da mente

Que pareciam nada desejar

Por mais que esforço fazia.

 

Tropecei em cacos

Espalhados pelo chão da vida

Cortando-me os pés

Como se para eles nada representassem.

 

Vivi momentos de angústia

Sofri dores alucinantes

Trilhei por caminhos tortuosos

Para esparramar-me no chão ferido.

 

Sou a ave amputada

Nas asas que saltam pelos confins do mundo

Em busca da perfeita idéia

Que me tornará um ser pensante.

 

Busco a flor do Himalaia

Aquela difícil de achar

Pois com ela outra vez

Meu mundo irei encontrar.

 

JC BRIDON

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    A mente cria o mundo que o ser deseja pra si, mas não é capaz de sustentá-lo por muito tempo. Reflexivo poema. Parabéns Júlio.

  • Gestores

    Quadrocasa1.jpg

This reply was deleted.
CPP