Fórum

Adm

Sarau dos Lírios - para período de 15 a 31/10/16- ENCERRADO

Vamos festejar a Primavera!

Segundo Capítulo da 2ª Antologia Poética da

Casa a ser lançada no ano de 2017, editada nas mesmas condições

da Antologia do Sarau de Aniversário.

O Sarau dos lírios ficará vigente pelo período de 15 a 31/10/16.

Tema: Pureza e inocência

Cada poeta pode participar com 2 obras inéditas

Máximo de 25 versos --- Mínimo de 7 versos

Boas composições!

Participem!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • Lendo tantas obras sobre pureza, a alma fica leve e emocionada...Aplausos mil a todos

  • Nota-se no olhar!

    Pode-se notar no olhar

    De uma mulher quando esta esperando

    Um filho... A expetativa será uma menina ou menino,

    Bem para esta mulher tanto faz.

    E uma pureza inocência de sentimos inexplicável.

    E um amor que vai criando um vincula entre

    A mãe e seu filho.

    E magico este sentimento, que vai além da imaginação.

    Mãe... Filho...

    Eudalia Martins

     

  • Adm

    ENCERRADO!

  • *** *** *** ***
    “Pureza e Inocência”
    *** * ***
    Por ser Poeta me transformo em Poesia
    Por Educador me fundamento na Ciência
    tentando discernir se são uma só ou duas
    a virtudes belas da "Pureza e Inocência"
    .
    Pode o Ser adulto cultivar a sua Pureza
    fico a refletir na confessada "insapiência"
    Ser puro significa ser livre de pecados
    qual a Criança nasce com a Inocência...
    .
    Não confundir Inocência co'a ingenuidade
    - Ou será que é "sine-qua-non" condição
    o reconhecer não saber qual é a verdade
    e se a Pureza é movida só pela Emoção
    .
    Assim caminha a Nossa Humanidade
    nos "altibaixos" com suas vicissitudes
    Rimem Crianças com as nossas Esperanças
    Na "Pureza e Inocência"que são suas virtudes!
    *** * ***
    280218 --- gaDs
    *** *** *** ***

  • Carinho e acalanto

    Nas mãos um porta retrato... uma foto.
    Olhando-o lembra uma menina e, noto
    na face uma suavidade que contagia,
    nos lábios um sorriso de alegria.

    Quanta pureza e inocência aladas!
    Quanta esperança no olhar mostrada!
    Senti fé e coragem me envolver
    E ascendeu o desejo em reviver.

    Viajei...fui além do que imaginava
    Pelo trilhar vi lírios brancos que brotavam
    Quanto aroma de pureza respirei...
    E, quanta inocência aos bocados- provei!

    Nas mãos o porta retrato... foto minha.
    Por uns instantes voltei ser menininha
    Emocionada lembrei aquele momento
    Abracei a foto, acalentei o pensamento!

    Márcia A Mancebo (22/02/2018)

  • Pureza

    Ivone Boechat

    O brilho suave

     do olhar da mãe,

    a  esperança do sol

     se despedindo da aurora,

    a dança das folhas

    nos braços da brisa,

    a  carícia do mar,

    buscando areia lá fora...

    A noite dengosa

    na magia das estrelas...

    o cálice da flor

    transbordante de néctar,

    a noiva no altar,

     com promessas de amar;

    o canto do pássaro,

     louvando o universo,

    o choro do bebê

     na emoção da vida...

    a oração de Maria,

    num manto de bondade,

    o olhar de Cristo,

    perdoando a humanidade.

  •  

     

     

    Como o raiar do dia!

     

    Caminho pelo jardim da vida, volto ao passado

    Bons tempos de criança, ingênua e feliz

    Trazia no olhar brilho cristal lapidado

    E nos lábios sorriso carmim como matiz.

     

    Às vezes é preciso à tempos idos voltar

    Rever momentos bons pra não esmorecer

    Encontrar forças pra seguir e lutar

    Vencer percalços e sobreviver.

     

    Tempo inebriante de pureza e inocência

    Os dias eram vistos com lentes coloridas

    Nada era motivo pra pesar a consciência

    E a esperança tinha olor... era florida!

     

    Isso é pureza... isso é inocência e alegria!

    Crer sem precisar ver, esperar e confiar

    Visão de felicidade... sonhos e fantasias

    Amar como a beleza do raiar do dia!

    Márcia A Mancebo (22/02/2018)

This reply was deleted.
CPP