A casa encantada

A casa nos fascina, resplandece 

Com brilho sedutor e singular

Ao meu versar é pedra angular

Sua magia o meu dom engrandece.

 

A minha inspiração muito agradece

E o verso nasce belo regular

Não vejo nada estranho irregular

Compor poema nunca me envaidece.

 

Aqui é residência de poeta

Não tem espaço para cópia, plágio

Tática de medíocre dispoeta.

 

Aqui ele cai em profundo, vil pelágio

Demonstrando ser vão pseudopoeta

Aqui o trovador tem imenso ágio.

 

ILÁRIO MOREIRA

 

08/09/2017

 

Pelágio = Abismo, fundo oceânico, fundo do mar

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • 3685317?profile=original

    • Obrigado, poetisa amiga, grato pela visita e gentil comentário. Sou seu fã. Abraços, paz e Luz!!!

  • Gestores

    Como disse Juliano, brilhante acróstico, Ilario! parabéns! Bjs

    • Obrigado, poetisa amiga, grato pela visita e comentário gentil. Sou seu fã. Abraços, paz e Luz!!!

  • This reply was deleted.
    • Obrigado, poeta, pela visita e gentil comentário. Abraços, paz e Luz!!!

  • Gestores

    3682278?profile=original

    • Obrigado, poetisa amiga, pela visita e comentário. Sou seu fã. Abraços, ´paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP