CAMINHOS TORTUOSOS


Alberto Valença Lima

Meus caminhos, onde levam?
Trazem tantas incertezas!
Nas encostas onde nevam,
Nunca vi tantas belezas.

Por caminhos tortuosos se elevam
Do coração todas minhas tristezas
Qual o campo que preces sobrelevam
Em tua face, refletem-se grandezas.

Forjo o destino em vias que benzi
Perfazendo-as tal barcos que velejam
Por mares que revoltos, vêm aqui.

Meus caminhos todos, levam a ti...
Por ermos ou alegres que eles sejam
Destino mostra sempre o que eu vivi.

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP