Frente a frente, como espelho

Há quem diga
Que vivemos, no mundo dos sonhos
Existente somente, na poesia
Que a realiadade é bem mais dura
Do que aquela, por nós descrita
O poeta, é um tanto utópico
Às vezes muito filosófico
Ah! Mas quem diria,
Se eles tivessem, olhos de poeta
E conseguissem enxergar
Da forma que, nós vemos
O mundo dos sentimentos,
Somos muito mais, que sonhadores
Temos a plena, lucidez
De onde pisamos
E a sensibilidade
Para transformar, a atsmofera
Carregada, pesada, até mesmo triste
Em algo positivo
Trazer leveza aos dias
E a esperança, no amanhecer
E as palavras, por nós escritas
Ecoam, nos quatro cantos
Voam como vento
Reluzem!
Colocando em confronto
Frente a frente, como espelho
" O tal, mundo dos sonhos "
Com o dos sentimentos

Everaldo Magalhães




Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP