Minha história

3705662921?profile=RESIZE_710xMinha história

Eu deixo, na areia, minha marca
Nos momentos desertas dos meus dias,
Na solidão que a ausência demarca
o traçado da cruel melancolia.

Marcas profundas são minhas pegadas.
Calejadas, mas com garra e fé
Muitas léguas acumuladas da jornada.
Se olhar para trás lágrimas rolam, até!

Areia fofa pelo vento, levada
que no vendaval meus olhos encobriam
para eu seguir, quem sabe encorajada
esquecendo instantes de agonia.

Se não fosse essa areia, essa marcação,
Não entenderia que pra alcançar a vitória.
Se o trilhar não fosse, sob, da lua, o clarão
Não sentiria que escrevo minha história
em versos que saem do coração.
Márcia A. Mancebo
(09/10/2019)

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Muito linda sua poesia, querida Márcia! Bjs.

    • Obrigada amiga querida. 

      Bjs

  • Se as pessoas parassem pra ouvir ao invés de ficar tão preocupadas com o seu próprio ponto de vista, ia ver que, realmente, todo mundo tem uma história pra contar. O que mais posso dizer diante do seu texto oconcur?

  • Gestores

    Muito Inspirada e reflexiva a tua História Amada Menina Poeta Marcia Mancebo...

    PARABÉNS... - AMEI!!! gaDs

    3669089793?profile=RESIZE_710x

     

    • Obrigada querido amigo.

      Bjs

  • Uma marca poética muito relevante.

    O seu poema inspira outros poemas...

    Parabéns pela bela composição! Um abraço, Márcia.

    • Obrigada, Antônio Carlos!

      Abraço

  • Muito belo, querida poetisa. Aplausos mil

This reply was deleted.
CPP