Minhas Atividade

António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Fantasia em sépia in ImagPoesia
"Muito obrigado! 
Volte sempre. "
Há 7 horas
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion " Quem não teme deitar-se em cama alheia "* in TemaPoesia
"Obrigado, Norma! 
Um abraço de apreço. "
Há 9 horas
António Carlos M. G. Saraiva posted a discussion in TemaPoesia
        É alguém que não inspira a minha poesia, Já que entre cobertas esconde uma alma vazia, fria e sem amor. Descoberta apenas por um novo ardor... Mongiardim Saraiva
Há 11 horas
António Carlos M. G. Saraiva posted a discussion in ImagPoesia
  Quando abracei esse homem sem rosto,Senti no seu raro perfume o meu tempo voltar;De mulher bela e envolvida por um doce amar,Nos braços quentes e ardentes desse encosto.Imagens nuas em sépia fizeram-me transpirarPor querer que nesse abraço pudesse…
Há 11 horas
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Caótica in ImagPoesia
"Muito honrado pelo seu comentário! 
Um abraço carinhoso. "
Há 14 horas
António Carlos M. G. Saraiva replied to Marsoalex's discussion Resultado da avaliação de Poesia Sobre Tema no período de 07/12/2019 a 07/01/2020 in TemaPoesia
"Começar bem o ano é muito importante! 
Principalmente na companhia de todos vocês. 
Votos de um excelente 2020!!! 
Beijos e abraços de muito apreço e simpatia!!! "
Sábado
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Renovação in TemaPoesia
"Muito obrigado! 
Abraço. "
Jan 10
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Caótica in ImagPoesia
"Muito obrigado!
Bela arte. 
Um abraço! "
Jan 9
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Renovação in TemaPoesia
"Ficou lindo! 
Gostei muito. 
Um beijo! "
Jan 9
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Renovação in TemaPoesia
"As suas palavras revelam o entusiasmo e a intensidade que procuro passar nos meus versos... 
Um grande abraço! "
Jan 8
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Caótica in ImagPoesia
"Obrigado, querida amiga! 
Fico honrado com as suas palavras. 
Um abraço de apreço! "
Jan 8
António Carlos M. G. Saraiva atualizou a foto do perfil
29 de Dez de 2019
António Carlos M. G. Saraiva posted a discussion in TemaPoesia
   Permaneço ao sabor dessa corrente Que me percorre, inspira e move. Nessa dança de um mar de doce esperança, Que em mim se agita, Engole e balança.São descobertas tão novas, Que novos horizontes surgirãoNum carrossel de ideias maduras, Por vezes d…
27 de Dez de 2019
António Carlos M. G. Saraiva posted a discussion in ImagPoesia
  assisto perplexo ao confinar do caossou parte desse lixo que me poluisou uma frágil membrana que resistee insiste em ser apenas o que não fuilastimo a presença de muitos deusesnuma jangada feita de madeira podreque balança nas ondas sem correnteso…
25 de Dez de 2019
António Carlos M. G. Saraiva replied to Marsoalex's discussion RESULTADO DO EVENTO POESIA SOBRE IMAGEM NO PERÍODO DE 16/11 A 16/12/2019 in ImagPoesia
"Muito honrado pela distinção e feliz por ter traduzido em palavras uma imagem que faz parte do imaginário de todos nós. 
Um abraço a todos e bem hajam pela oportunidade!"
25 de Dez de 2019
António Carlos M. G. Saraiva replied to António Carlos M. G. Saraiva's discussion Entre o sono e o sonho in ImagPoesia
"Obrigado, Zeca. Feliz Natal e um ótimo Ano Novo! Luz e paz nos teus sonhos... Abraço apertado! "
19 de Dez de 2019
Mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Setembro 9


1) Qual o teu nome completo?

António Carlos Mongiardim Gomes Saraiva


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

09/09/1957


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Mantena/Minas Gerais/Brasil


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

  • Português, residente no Brasil desde 1995. Professor, tradutor, artista plástico e escritor. Licenciado em Letras - Português / Inglês. Seis livros publicados no Brasil. Participação em mostras individuais e coletivas no Brasil e exterior. Premiações e distinções. Membro fundador da Academia Internacional da União Cultural, cadeira 53, patrono: José Saramago.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Margarida Madruga


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=105206


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

  1. O pastor / sou o silêncio de um pastor / guardo o meu rebanho atrás do monte / uso em liberdade as minhas cores / penso nas estrelas sem ter ciência / apenas cuido dos meus amores /observo o céu sem metafísica / basto-me no regalo do vento / sou pássaro pousado em vida / água que escorre do meu lamento / quando avisto as outras terras / marco as ovelhas na memória / e ouço o eco do seu balir / no sol escrevo outra história / conto os passos que hão-de vir / os meus cães são como gente / levam e trazem o meu rebanho / são anjos que me seguem de perto / abrem o caminho que vem a seguir / quero deixar para as estrelas / uma janela sempre aberta / por essa imensidão distante / quero sempre poder vê-las / em volta do meu rebanho / de uma forma delirante / mongiardimsaraiva


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 10504

Grupos que participo

Fantasia em sépia

  Quando abracei esse homem sem rosto,Senti no seu raro perfume o meu tempo voltar;De mulher bela e envolvida por um doce amar,Nos braços quentes e ardentes desse encosto.Imagens nuas em sépia fizeram-me transpirarPor querer que nesse abraço pudesse…

Saiba mais…

Renovação

   Permaneço ao sabor dessa corrente Que me percorre, inspira e move. Nessa dança de um mar de doce esperança, Que em mim se agita, Engole e balança.São descobertas tão novas, Que novos horizontes surgirãoNum carrossel de ideias maduras, Por vezes…

Saiba mais…

Caótica

  assisto perplexo ao confinar do caossou parte desse lixo que me poluisou uma frágil membrana que resistee insiste em ser apenas o que não fuilastimo a presença de muitos deusesnuma jangada feita de madeira podreque balança nas ondas sem…

Saiba mais…

Ousadia poética

  poemas que ousaram serpalavras ditas de corcomo adagas na carneque mutilaram os corposobrigam as letras a vivera nunca fugir de morreranjos breves e sedutores que vieram para beijar acariciar e convidara ser a luz na saudade numa alegria…

Saiba mais…

Nuvens brancas

 Viajo pelas nuvens brancasEntro na bruma da memóriaSou história inacabada e sóQue paira no céu sem vozNas rotas largas e francasQuando subo sou albatrozAo descer pareço uma águiaFeroz contumaz e sem dóAo sobrevoar a nossa terraSinto uma tontura…

Saiba mais…

Versos impregnados

  receba estas palavras impregnadaspor tudo o que passamos juntosem doces epopeias encantadaspela luz do dia que nos confinousaiba que o meu apreço maioré tê-la aqui comigo para semprecomo borboleta que em mim pousoupor isso suplico por outras…

Saiba mais…

Caçador de mim

   só vejo letras e borboletastudo o resto eu quis esquecerpor isso não quero mais versó lembrar que não quero sersou o canto do rio que passamontanha escura sem gemerquero ser o tempo com graçaescutar no eco o meu viveràs asas atribuo a minha…

Saiba mais…

Suspenso

  Suspenso, resiste às intenções dos amigos Que torcem amigavelmente pela sua queda, Apesar da luz forte e amarelada que parece mantê-lo ali para sempreÀ mercê dos braços suaves e fortes da calmaria do lago. À margem de si mesma, a imagem conseguiu…

Saiba mais…
CPP