***

La  Poesía es la hermana dulce

de la fuerte y contundente

Prosa de la Vida. 

***

A  Poesia é a irmã doce

da forte e contundente

Prosa da Vida

.***

Nieves Merino Guerra

03 de septiembre de 2016

!º aniversario de la CPP

***

 

Obrigada pela honra de sua visita.

Gracias por el honor de tu visita.

Abraços, abrazos poéticos.

Nieves  

Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Julho 3


Idade:

59


1) Qual o teu nome completo?

Nieves Merino Guerra


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

03 07 1959


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Las Palmas de Gran Canaria - España


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Me gusta la Literatura.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Con mis amigas Edith, Marsoalex y Safira, deseábamos desde hace años crear nuestra propia Red. Y aquí estamos. Con la ilusión de dar lo mejor de nosotras.


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

Ni vivo ni dejo morir. . Escondo entre palabras los lamentos que gritan por salir de las entrañas. Salpico de alegría mis momentos en las cimas de mis altas montañas. . Pero es otro mar el que me anega y aumenta su caudal con mis pesares. A través del cristal, mi vida ruega que vuelva la alegría en estos lares. . Sale a veces el sol, de pronto llueve... -Dicotomía mi claustro, abandonada-. Contradictoria alma, que se atreve . a soñar con un quizás -sin hacer nada- golpeados sus cimientos -no se mueve- sin vivir ni morir, deshilachada... . 23 de abril 2016 ************ Uno es Todo... . Y si el temporal arrecia con emociones tristonas, puede que sean de un canario los "Te quiero" que te lleguen. . Tal vez de un barco que irrumpa con sus velas aventadas O una despistada alpispa anunciando primavera. . Uno es todo y todo es uno. . Un guijarro en el zapato. Una cama acogedora. Una ventana al jardín. Un techo bajo la lluvia. Una flor en el camino. Un sueño que no se olvida. Una música serena. Un pincel... Quizá una pluma. Una noche diferente. Un recuerdo emocionante, . Una daga. Un veneno. ... La soledad no está sola: Nos tiene a nosotros. . 03 de marzo de 2015 . Tradução . Se a tempestade vem com raivas, com emoções tristonhas, pode que são de um canário os "Te quero" que vêm para você. . Talvez dum rompemte navio com velas a empurrões. Ou de uma desmiolada alpispa* prenunciando a primavera. . Um é Tudo e Tudo é um. . Uma pedrinha no sapato. Uma cama aconchegante. Uma janela ao jardim. Um telhado baixo a chuva. Uma flor no caminho. Um sonho não esquecido. Uma música serena. Um pincel. Talvez uma pena. Uma noite diferente. Uma lembrança excitante. Uma faca. Um veneno ... Solidão não está só: Ela nos tem... . *Alpispa: . Passarinho menino, alegre, belo, que canta, brinca e pula, pertinho as valas de irrigação . Nieves


Minhas fotos

Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 2450

Grupos que participo

Minhas Discussões

Paz, pan...

Porrón pon, pon, pon... Paz, pan, pan... . Hambre del alma... Parram, pan, pan... Con sed de amor... Parram, pan, pan... Violencia en calma... Parram, pan, pan... Es el clamor del terror... Parram, pan, pan... Parrapapán , parrapampán,…

Saiba mais…

Sentencia la presencia

. Sentencia la presencia -fuerte y fiel- la firme decisión de tu nobleza. Apacible pelaje -como miel- en perdida mirada -con certeza-. . Sabiduría bondadosa, eterna... A quien te cuida y sabe proteger, proteges con tu vida y obediencia. . Sentir…

Saiba mais…

Río

. Me deslizo sinuoso y serpenteante en el abismo profundo de la historia. . Haces de luz... Nubes tristonas, vacías, dejaron su vientre en mi seno vital. . Baño la tierra sin descanso, silencioso, ruidoso, manso, furioso, lento, rápido...…

Saiba mais…

Sueños de invierno

. Noite de ilusão e fantasia, meta renovada baixo a neve fría dos beijos dos enamorados. Paixão tremulando na pele das árvores secas, e o luar crescente aconchega ao casal... . Paraguas de blanco marfil cubre sus amores, diseños en flores de novia…

Saiba mais…

Autor em tela

CPP