Gestores Adm

Oficina I - Desafio Poético sobre palavras aleatórias

719441?profile=original

PROPOSTA

 

Esta oficina destina-se à composição de poemas

sobre palavras deixadas aleatoriamente.

Regras

1. Ficarão em tela 4 palavras aleatórias para composição.

2. O participante deve compor nas palavras em tela

e ao postar seu poema, deve deixar outras

4 palavras para o próximo participante.

4. Os poemas criados devem ser postados na caixa de cima.

 

Boas inspirações!

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Palavras em tela: abdicar, ofuscando, avidez, turbilhão

  • Devassos 

     

    Assim, cheio de manhas e galanteios

    você chega e vai ganhando espaço

    Atiça meu desejo, que se torna desvairado.

     

    Suas mãos deslizam em meu corpo, ferozmente

    Beijos calientes são o prenúncio do desejo ardente

    Excitação , clima quente...noite alvissareira

     

    Nos entregamos um ao outro de forma ávida

    Sem pudor e nem fazemos disto segredo

    Abusamos do sabor do amor e do pecado

    Amamos, como dois degenerados!

     

    Lilian Ferraz

    22/03/2020

     

  • Palavras em tela 

    Desvairado, mãos, alvissareira, degenerados. 

  • Saudade

    A tarde cai  deixando um frescor no ar.
    Longe se vê o céu de um almiscarado
    Paisagem que me leva a meditar
    Vagueio a pensar no meu passado.
    Em uníssono a tardezinha fico a recordar.

    O alarido dos pássaros me intui
    que a madrugada será muito longa.
    Irei me arrepender, pois, eu não fui,
    não o segui e isso muito me assombra

    A noite chegará triste e sombria.
    Será um duelo, coração e razão!
    Toda vez que lembro, a alma fica vazia
    E eu choro, abraçada a essa paixão.

    A saudade  não dá trégua, me mata
    Cada dia morro um pouco tão só.
    Essa escuridão maltrata e chibata
    Pois, a vida, de mim, não tem dó.

    Márcia A. Mancebo
    06/03/2020

  • Palavras em tela: uníssono, frescor, duelo, almiscarado

  • Resplandecer

     

    A palavra da vez é resplandecer

    Inspirando o ar vital ao amanhecer

    O Sol vai despontando no horizonte

    Trazendo energia e luz,somos abençoados!

     

    Nesta estação quente e chuvosa

    Ficamos mais leves e fluentes

    O contagiante e aclamado verão

    Mexe com a aura da gente.

     

    Pode apreciar o calor do dia, é maravilhoso

    Por isso, demos glórias a Deus venturoso

    A vida em si é uma grande vitória

    Luz para não nos deixarmos sucumbir

    Por uma descrença que habita o porvir

     

    Aproveitemos a luz solar, a nos banhar

    E façamos deste dia caloroso e bem vindo

    O melhor de hoje, até então

    Vivamos em paz e com harmonia no coração

      

     

    Lilian Ferraz

    06/03/2020

     

    • Belissimo poema, Lilian!  Parabéns querida amiga. 

  • Palavras em tela:

    Sol, verão, vitória, sucumbir

  • Sua presença

    Quando a noite cai lentamente
    As lembranças à tona vem,
    Recordo o passado lindamente
    Com saudade de um alguém.

    Alguém que chamei de amor,
    Que fez – me ver a vida diferente
    Que tirou do meu coração o amargor
    Me transformou em pessoa contente.

    Hoje, olho para o céu estrelado
    Sinto, como tomou rumo, meu viver
    já não dói a solidão...penso em meu amado.
    Esqueço tudo que me fez sofrer.

    Com o tempo pude entender
    que meu mundo não será vazio
    enquanto sua presença
    no pensamento permanecer.

    Márcia A Mancebo
    04/03/2020

  • Amor- saudade- passado-lembranças

This reply was deleted.
CPP