NA SOLIDÃO DO POETA

8055819695?profile=RESIZE_710x

 

A solidão do poeta

 

O poeta sofre em sua solidão

Por falta de oportunidades

Não é por falta de inspiração

Mas por falta das possibilidades

 

Não há o hábito de recitar

A poesia não é tão divulgada

Não há estímulos para publicar

Pois nas escolas é pouco ensinada

 

Mas o poeta tem o dom sagrado

E mesmo assim segue com seus pares

Na interação é então consolado

Não há quase poesia nos lares

 

O poeta em sua grande percepção

leva na poesia todas as mensagens

de paz, amor, fé, natureza e gratidão

sempre levando o farol nas bagagens

 

O poeta não pode então morrer

pois ele é agente transformador

mesmo sendo uma gota do querer

De opinião é também um formador

 

O poeta, leva na alma tanta emoção

Buscando a verdade em seu versejar

Na percepção de mundo em ação

Na dinâmica da vida vai se comunicar

(Norma Aparecida Silveira de Moraes)

20/10/2020

 

 

 

 

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    Verdade, Norma. Falta valorização!

    Belo poema!

    Parabéns!

    • Sim, falta ensinar nas escolas, fazer as crianças tomarem gosto...

  • Estimada Norma. A Poesia não tem a devida atenção da sociedade,creio que por costumes... Poesia não tem a devida divulgação e ainda assim sobrevive nas palavras de grandes poetas celebridades e aqueles amadores.

    Por isso a Poesia é uma jóia rara.

    Seu lindo texto perfeitamente no contexto do tema

    Patabéns pela publicação

    Antonio

    • Obrigado nobre poeta, deveria ser mais ensinada nas escolas. 

  • Maravilhoso poema, Norma.

    Meus parabéns!

    Bjs

This reply was deleted.
CPP