RETRATO ESLAVO (fora de prazo... :( )

"Quando a lágrima que escapa vai na direção de um sorriso”

 

Retrato Eslavo

O rosto iluminado por um olhar enigmatico

Tranquilo paciifico mas muito enigmatico

Verde da cor de maçãs ... côr impossivel de existir

 - Mas existe naquele rosto! -

Maçãs golden ! Douradas como as Hespéridas

Luminosas como essas estrelas,

Mágicas como as ilhas mitológicas...

Iluminando um rosto de boneca eslava

Olhar enigmático contudo aceitante

"Quando a lágrima que escapa vai na direção de um sorriso”

Um doce sorriso sem fanfarras, tranquilo e sereno!

 

Matryoshka loirinha, Matryoshka maternal.

O sorriso é conversa limitada

De vocabulário reduzido mas

Doçura de gestos eficientes, imensa!

E Primavera florescendo no Verão!

 Chantal Fournet

Manta Rota, 17 Maio 2021

Portuga

9150857067?profile=RESIZE_710x(minha cuidadora Liudmila da Moldavia! escreve e lê em alfabeto círilico [russo] e ocidental!!!)

https://www.greenme.com.br/informarse/significados/64874-matrioska-%E2%86%92-curiosidades-origem-e-significado-dessas-bonecas-russas/

 

Uma lenda sobre as matrioskas

“Era uma vez em virtuoso carpinteiro russo chamado Serguei, que ganhava a vida talhando belos objetos de madeira: instrumentos musicais, brinquedos… Todas as semanas, ele enfrentava o frio do bosque para buscar madeira e assim construir novos objetos. Uma certa manhã ao sair para recolher a madeira, ele encontrou o campo todo coberto de uma grossa capa de neve. À noite havia sido difícil. Ele rezou. Toda a madeira que ele encontrava no caminho estava úmida e só lhe servia para fazer fogo.

Abatido pelo cansaço, ele decidiu retornar à sua casa e tentar a sorte no dia seguinte. Quando ele estava dando meia volta, lhe chamou a atenção um tronco de madeira esplêndido, o mais belo que ele havia visto em sua vida. Rápido como um raio, ele retornou ao seu estúdio, porém vários dias se passaram até ele decidir o que talhar. Finalmente, decidiu fazer uma preciosa boneca.

Era tão bonita, que decidiu não vendê-la para lhe fazer companhia. “Você se chamará Matrioska” disse ele à inerte figura. Cada manhã, ao levantar-se ele falava com sua companheira. “Bom dia, Matrioska”. Um dia, ela lhe respondeu: “Bom dia Serguei”. O carpinteiro se surpreendeu, porém ao invés de sentir medo ele se sentiu feliz por ter alguém com quem conversar.

Com o tempo, o carpinteiro percebeu que Matrioska estava triste e lhe perguntou o que estava acontecendo. Ela lhe respondeu que via que todo mundo tinha um filho ou filha e ela desejava ter um. “Terei que te abrir e isso será doloroso” – respondeu Serguei. E ela disse: “Na vida, as coisas importantes requerem um pequeno sacrifício“. E sem pensar duas vezes ele talhou uma réplica, menor e lhe chamou de Trioska. Ela já não se sentia mais sozinha.

O instinto maternal se apoderou também de Trioska e Serguei concordou que esta também teria um filho, se chamaria Oska. Mas Oska também queria um decendente. O carpinteiro contou que dessa vez a madeira poderia originar uma boneca má. Oska não desistiu. Após pensar, ele talhou um boneco, bem pequeno e com bigode e lhe batizou de Ka. E o colocou em frente ao espelho e disse: “Você é um homem, não pode ter filhos!”

Então colocou Ka dentro de Oska. A Oska dentro da Trioska e a Trioska dentro da Matrioska. Um dia, misteriosamente, Matrioska desapareceu com toda sua família dentro. Serguei ficou desolado” (texto compilado por Isadora Cordeiro).

Como se faz uma matrioska, você quer saber?

Bem, o primeiro passo é escolher uma madeira adequada, que não se rompa nas nervuras, suave para o entalhe e que possa secar sem entortar.

A primeira boneca a ser feita, ao contrário do que conta a lenda relatada acima, é a menorzinha, a semente, aquela que não é oca. E seguem as outras, que devem se encaixar perfeitamente umas nas outras, compondo o conjunto todo.

A pintura tem, em geral, cores vibrantes, em motivos florais, camponeses, maternais e até fantásticos. No final, a superfície é finamente laqueada. As matrioskas, ao contrário das kokeshi japonesas, não têm nenhuma forma que saia do oval alongado (sim, literalmente é um ovo oco com desenho externo de mãe, e assim segue, aconchegando os menores dentro de seu útero).

https://blog.eduk.com.br/post/lembrancinhas-de-matrioskas-2d-e-3d-em-feltro/

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Belo poema! E uma bela história das bonecas! Adorei! Parabéns pela inspiração! Abraços poéticos!

    • Obrigada poeta Isaias pela sua presença e palavras!! fico muito feliz que tenha gostado!!

      beijos de poesiaaa

      Chantal9154402253?profile=RESIZE_180x180

  • Gestores

    Chantal querida não se entristeça pelo prazo! O importante é o prazer que nos proporciona com teus belíssimos versos. E ainda contempla-nos com presentes ímpares e informações magistrais. 

    Parabéns querida por teus belíssimos versos. Não entra na apuração mas nem por isso ficará sem seu diploma de Menção Honrosa por nos prestigiar com sua participação.

    Obrigada pelo carinho de sempre!

    • Obrigada querida Angélica! E ainda me dão uma Menção Honrosa???!! Fico muito feliz!!! ...E honrada!

      9154421887?profile=RESIZE_400x

      Sabe eu fiz gravei pensando "tenho que fazer os acabamentos!"..... e depois esqueci...

      Quando vi que há 2 semanas acabara o prazo eu pensei "pronto mais um que falhei! interessante, MAS eu pensei que tinha feito...???"

      Anteontem quando recebo o mail vi que e enganara e fui pesquisar...E ENCONTREI o dito poema esquecido e inacabado ;) :D

      Acabar foi rápido e pronto publiquei!!!

      beijos de poesiaaaaa

      chantal fournet

This reply was deleted.
CPP