Posts de Geraldo Coelho Zacarias (7)

Inconformismo...

 

2058162?profile=original

Eu falo de coisas das quais nem eu mesmo entendo,

tão grande é meu suplício!...

Será que ainda existe em mim o ser

que o amor por você, há de por num hospício?...

Com esta loucura, dia e noite, noite e dia eu cismo

se melhor seria se minha alma não fizesse a suposição

que pudesse haver entre nós dois, união;

pois você é de outro...é esta a razão,

e a causa do meu inconformismo!...

----------------------------------------------------------------------------------------

Mas, não serei sua sombra a lhe perseguir...

Irei sozinho!...

Nem serei as marcas dos seus passos pelo caminho,

apesar de que minha alma, com esta distância

e saudade não se conforma!...

Não exigirei seu amor que eu sei é inexistente,

nem suplicarei que não seja de outro,

não serei insistente;

tenho orgulho, não irei me humilhar desta forma!...

-----------------------------------------------------------------------------------------

Mas, quando à noite me deito aumenta

a saudade, e o pesadelo atormenta:

vejo imagens nas quais minha alma insistente descrê,

ao pensar que seu corpo que eu tanto queria...

Oh!...loucura intensa,

não posso aceitar que ele a outro pertença;

prefiro morrer a perder você!...

---------------------------------------------------------------------------------------------

Desci ao mais profundo e misterioso abismo

chamado amor...tudo isto (agora percebo)

é a febre do inconformismo:

minhas mãos deslizaram por todo seu corpo

fazendo carícias!...

No chão nossas roupas...De súbito, gemidos

do prazer pelo qual nossos corpos estiveram unidos!...

Mas, terei sido eu a desfrutar dessas delícias?...

----------------------------------------------------------------------------------------------

Não, não serei sua sombra a lhe perseguir...

Andarei a esmo,

fugindo de tudo, do nada, fugindo de mim mesmo,

dizendo à minha alma:

se aquiete, sossegue, a tudo, com tudo se conforme!...

Irei me trancar num quarto escuro

de onde não possa ver o seu rosto;

o quarto dos loucos...tão grande é meu desgosto!...

Quisera amada, ser suas roupas e a cama em que você dorme!...

----------------------------------------------------------------------------------------------

Eu falo de coisas das quais nem eu mesmo entendo,

tão grande é meu suplício!...

Será que ainda existe em mim o ser

que o amor por você, há de por num hospício?...

Com esta loucura, dia e noite, noite e dia eu cismo

se melhor seria se minha alma não fizesse a suposição

que pudesse haver entre nós dois, união;

pois você é de outro...é esta a razão,

e a causa do meu inconformismo!...

 

---------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

(GERALDO COELHO ZACARIAS)

 
Saiba mais…

A tua nudez...

2065897?profile=original

Ah!...com teu sorriso, menina marota;
garota
que tapando-me a boca; com prudência agiste,
dizendo – é proibido
o bem maior que tenho aqui escondido
e sei que  jamais viste...


Disparados dois corações;
de tuas vestes, com muita dificuldade, abrias os botões,
quase deixando-me ver o que numa mulher mais atrai!...
Quiseste tirar então a calcinha;
fugiste porém, pra infelicidade minha;
quando avistaste teu pai!...


Ah!...com teu sorriso, menina dengosa;
da pele macia, sedosa;
disposta ao da prática do amor, ritual;
sem temer de Deus o castigo;
o que queres mesmo, é comigo
viver o que é indecente; imoral!...


Por isto, naquele dia 
em que o teu pai então surgia;
disseste: - haverá uma outra vez....
Chegou então o grande dia;
não pude crer no que via;
loucura; insensatez....
Éramos um casal adolescente que vivia
naquele tão feliz dia
a nossa “ primeira vez ” ;
a partir de então eu sabia
que felicidade eu só encontraria
diante da tua nudez!...

 

(GERALDO COELHO ZACARIAS)

Saiba mais…

Timidez...

 

Timidez...

 

"Ah!...gostas de mim?...gostas mesmo?...
Não me importo com o que o teu coração sinta;
porquê, tu vais gostar, gostar, mesmo;
é do meu pai...a cinta"!...

 

 

Falar do teu amor, hoje o que mais te custa,
(àquela menina que adolescente então se fez)
não é do seu pai, o castigo, que te assusta;
porquê, o que mesmo te assusta é a timidez!...

 

Ah!...se as suas pequenas mãos, pegasses
e (quem sabe...) ela (ó loucura, insensatez)
te permitisse acariciar-lhe as faces;
vencerias a timidez?...

 

E se de repente, dela, então a iniciativa
de oferecer-te com muita doçura (talvez)
a boca convidativa...
...Vencerias a timidez?

 

Falar de amor, muito te custa!...
Por isto esta tua total mudez!...
Na verdade o que te assusta,
é tua estúpida timidez!...
=======================

GERALDO COELHO ZACARIAS

Saiba mais…

Caminho suave...

A lua vem entre as ramagens,

prateando as paisagens;

fazendo tudo ao redor, mais feliz!...

O  rio em perfeita harmonia,

em perfeita sintonia 

com o canto dos grilos... Cricris!...

 

 ================

Dos ventos, a viração em apelos,

nossos corpos, e os cabelos 

suavemente aliza...

Sou eu, és tu que baixinho 

nos falamos, nos fazemos carinho,

essa tão suave brisa

 

 ================

que também traz o cheiro da mata

que se  impregna, se ata

em nossos corpos; e então 

amada, essa brisa nos abre o apetite,

na verdade é um convite 

pra que nos amemos no chão!...

 

 ================

A lua vem entre as ramagens,

prateando as paisagens;

enquanto dos grilos, os cricris

causam uma suave harmonia;

há uma suave sintonia

dos nossos corpos... Tão feliz!...

 

 ================

 

Dos ventos, somos nós a viração em apelos,

que dos nossos corpos, os pêlos 

suavemente aliza...

Somos nós que buscamos o caminho 

do prazer mútuo, com carinho,

dizendo que um, do outro, precisa!...

 

 ================

 

Sob a luz da lua, cor de prata,

um magnetismo de corpos que nos ata;

para que no cosmo infinito se grave

a história de amor que escrevemos juntinhos,

enquanto trilhamos de todos os caminhos, 

o do amor... O mais suave!...

================

 (GERALDO COELHO ZACARIAS)

Saiba mais…

SEU NOME...

2050915?profile=RESIZE_710x

Foi numa noite de verão e tão festiva;
noite que a pegar de surpresas os corações anda;
vermelho era o seu vestido (imagem viva)
que então eu conheci a linda 

2050915?profile=original

 

 


Arrebatado de amor por quem se esquiva;
amor que se traduz em fúria branda...
Quis lhe falar, porém, na hora decisiva
coragem me faltou...ó linda 

 

2050928?profile=original


Porém felicidade igual, por mais que eu viva,
jamais eu viverei; porque essa que me cativa
e meu vazio interior, suaviza; abranda;

 

 


no nosso leito, o amor, mais e mais aviva;
se felicidade existe, é ela, a prova viva
que certamente tem um nome: 

2050964?profile=original

 

(GERALDO COELHO ZACARIAS)

 

Saiba mais…
CPP