Posts de Gustavo (121)

VIDA EM ESTILHAÇOS

7940698677?profile=RESIZE_710x

VIDA EM ESTILHAÇOS

Há dia que saio de mim; vago
Por totens, trilhas, outros corpos
Andarilho estático; mente falha.
Alço voo rumo ao mar morto.

Bebo aguardente, fumo (não trago)
Sacio minha solidão com seis copos
De sumo de oriental e afiada navalha.
Vesgo, verto um chorar quase torto.
 
Sem planos, invento as horas silentes.
Mesmo não pleno, vivo por partes.
Desprovido de aroma, tato e cor.
 
Durmo um sono frio, estridente.
Saturado pelo profundo desgaste.
Fio de crença : me salvarei por amor.

(gustavo drummond)
Saiba mais…

MORTE VIVA

7750137471?profile=RESIZE_710x

 

MORTE VIVA

Mesmo morto,
consegue vagar
por quintais,
prostíbulos, cais;
sofrego, meio torto,
teima perdurar,
pausa a mente;
olhar vago,
delira, divaga,
conflito de fala,
nunca desanima.
Tântrico, tosco,
manco, gago,
manso, louco
Isento, exime-se
da morte; mal,
não lhe contamina;
banha-se em sal,
afrodisíacos, anfetaminas,
segue aos poucos,
Cego, ausente, rouco.

(gustavo drummond)

Saiba mais…

DÉJÀ VU

7655230656?profile=RESIZE_710x

 

DÉJÀ VU

Conheço este lugar,

Sei onde você reside,

Nos amamos, é certo,

Vejo uma refilmagem.

Embora menor, eis o mar,

O cais onde nos beijamos,

Sol cruel, que ora incide.

É fictício, isto é incerto.

Mesmas gêmeas miragens,

Trajes em andrajos, trejeitos.

Cabelos esvoaçantes, ruivos

Sentimento já sentido; rude.

Ternura, amor, sinto o apreço,

Predomina idêntica, serena paz.

Cópia da cópia, consentida,

Mistério intrigante, agora e antes.

(gustavo drummond)

Saiba mais…

ROTINA

7622274057?profile=RESIZE_710x

 

ROTINA-

Sonolento, vesti minha roupa de acordar,

acordei comigo que era hora,

de partir para a diária luta atroz.

Com um pé atrás, outro adiante

Me vi diante de um sol isônico;

Receoso de brilhar, Trabalhar,

em busca do agora,

desatar os cegos nós;

Criar inéditos instantes,

Recriar um inédito dia,

Fervoroso, sem parcimônia,

Degustar cada minuto, muito.

Com coragem, prazer, alegria,

desvendar lendas, mistérios,

dos arcaicos, cansados livros;

tarefa árdua, desgastante

porém trivial, a vida se perpetua

volátil, arbitrária,. passageira

(gustavo drummond)

Saiba mais…

DEMÊNCIA

7554085281?profile=RESIZE_710x

 

DEMÊNCIA

Não sou isso
nem aquilo,
apenas esquivo
de esquifes.
arquivo teses,
ignoro testes,
sou espírito,
a espreita
da colheita
de cabeças
pensantes,
interessantes,
que resolvam
palavras cruzadas,
se dissolvam
na acidez forjada;
me situo
no extremo
do que ignoro,
temo temer,
sou
o que teimo,
me basta o apreço
amor sem preço
que não sei merecer,
um dia reino,
outro sou escravo,
uma noite, morcego,
na seguinte, sossego;
só chego ontem,
pela manhã,
caso não chova,
e saia da cova.

[gustavo drummond]

Saiba mais…

IGNÓBIL

7528133855?profile=RESIZE_584x

IGNÓBIL

Se julga o único,
o topo do ápice.
apogeu do vértice,
alento para o trágico,
o último sábio,
vinho sacro no cálice,
esperto expert
profeta, mágico,
protegido por um palio;
de ilusão em ilusão,
se derreteu em líquido
excremento em pó!

[gustavo drummond]

Saiba mais…

LADY POESIA

7485629656?profile=RESIZE_710x

 

LADY POESIA

Discreta, drástica,
Concreta, subjetiva,
Repleta, sensível,
Modernismo Movimento.

Criador, obra versátil
Trovador, encanta rimas,
Versos de rara plástica,
Mente parnasiana, criativa.

Atrevida, ousada, visível
Dom de hipnotização.
Acalma, apascenta, volátil.
Máxima arte, fértil inspiração.

(gustavo drummond)

Saiba mais…

PSEUDA LIBERDADE DE EXPRESSÃO

7143126480?profile=RESIZE_710x

 

PSEUDA DEMOCRACIA

Pode expressar,
Convém publicar.
Mister espalhar.
Tudo que pensa
E acredita
Ideologia
Crença
Endereço
Conceitos.
Argumentos

Logo
virá o tormento
Vão apagar
Irão desmentir
Contradizer
Apelar
para a justiça
Que tudo vê.
Julga sem entender.

Falsa liberdade
Sem igualdade
Sem princípios
Sem indícios
De imparcialidade.
Liberado a expressão.
Sob coação.
Liberdade quase total
Liberdade sem igual.
Um dia aos mudos
Será permitido falar.

(gustavo drummond)

Saiba mais…

HIPÓTESES

7136875065?profile=RESIZE_400x

 

HIPÓTESES

Desconheço o meu signo,
minha origem,
desígnios,
vocação, ignoro.
O que me causa vertigem?
Seria agonia, agorafobia
(não sou digno?)
Mau olhado, feitiço?
Alguém sabe onde moro,
por previsão, vaticínio.
ausência de fascínio,
demência exacerbada,.
Opto em crer plenamente
que não me diz respeito;
falam de outro ser,
de vidas passadas,
simplesmente mentem,
ou fiz por merecer.

(gustavo drummond)

Saiba mais…

DEUSA DO ENCANTO

7133805467?profile=RESIZE_710x

 

DEUSA DO ENCANTO.

Teu rosto suave,
Aroma de desejo.
Tatuado um sorriso.
Elegância expressiva.

Mulher-sereia, menina-ave,
Teu amar é meu endereço.
És tudo que mais preciso.
Estonteante, linda diva.

Tens o dom de me fazer bem,
A cura para qualquer dor.
Ternura meiga, silenciosa.

Tanto te busquei, cá e além.
Princesa de rubras rosas.
O outro nome do amor.

(Gustavo Drummond)

Saiba mais…

LINDA

6787834495?profile=RESIZE_710x

 

LINDA

Você é tão bonita

de se ver,

se sentir,

se tocar,

corpo

afinado,

afiado,

mito

parnasiano,

soneto

petrarquiano,

libélula

liberal.

fabulosas.

fantasias,

faça noite

no meio do dia.

divina diva,

ilumine o obscuro,

brilhe livre,

sussurre em bemol.

[gustavo drummond]

Saiba mais…

BAILARINA

6606764883?profile=RESIZE_710x

BAILARINA
 
Asiática,
acrobata,
pluma
pena
leve
dobrável,
elástica.
Deve
ser truque.
este levitar.
Se reparte
para homens ávidos.
dança na linha do trem,
eco do arco-íris,
verso do reflexo,
Vida flexível.
atira sua nudez,
os membros seus.
para os homens famintos.
atira sua alma virgem
para as mãos de Deus!....
 
[gustavo drummond]

 

Saiba mais…
CPP