Posts de Marcia A Mancebo (128)

A memória nunca esquece

3654140808?profile=RESIZE_710xA memória nunca esquece

Pela janela vejo a chuva respingar
Vem para a mente a última palavra dita
Naquela hora aos poucos, vi a ilusão vagar
Uma angústia tal fel trouxe uma dor maldita.

Despedida, silêncio… voz enfurecida
O luto veio instalar-se no coração
E as horas passaram lentas
… descoloridas
deixando apenas uma cruel solidão.

Os anos passaram… não caí a mesma garoa
Estações mudaram e o vento ainda entoa
aquela frase, a última, de imensa dor.

O adeus tornara-se dolorida saudade
Os dias marcaram tristeza e a realidade.
Mas, a memória nunca esquece o grande amor…

Márcia A Mancebo
(28/03/2018)

Saiba mais…

Racionalmente

3550537021?profile=RESIZE_710xRacionalmente 

Quando sinto solidão, me angustio 
Ouço pingos da chuva, a janela, molhar
Num misterioso gesto, um calafrio
acomete meu corpo, ponho- me a pensar.

Tenho que, sem fraquejar, ser forte.
Pois, o viver me obriga ser aguerrida 
não desesperar, deixar a mercê da sorte,
Não chorar, sequer ficar comovida.

Diante dos problemas, não ter ação,
como ser inanimado paralisar,
nada será resolvido com o coração. 
Nessa hora, é deixar de lado a emoção. 

A estrada à ser seguida tem cruzamento 
É preciso parar e o caminho escolher.
Usar da razão, não com sentimentos,
Se errar a direção posso sofrer

Marcia A Mancebo 
10/09/19

Saiba mais…

Meus olhos serão lagos

3650558035?profile=RESIZE_710xMeus olhos serão lagos

Com o corpo inundado de teu suor,
Sinto nosso amor uma chama ardente
O sabor de ti em mim, tem o frescor
Do banho de espuma diariamente.

Fluídicamente são os teus abraços,
Com essa maciez, me empolgo e sou
Nessa noite, sobre a cama em teus braços,
Alguém que te ama e sempre te amou.

Navego em ti, amor, nessa confluência
Não vejo nada além de nós dois,
Perdida de paixão sem ter consciência,
Esqueço lá fora e o que virá depois.

Essa madrugada quero sonhar,
Desmaiar em teus afagos
Amar-te com fervor e sem pensar
Verossímeis dores, ao me abandonar,
Meus olhos de saudade, serão lagos.
Márcia A. Mancebo

Saiba mais…

Saudade

3647714269?profile=RESIZE_710xSaudade

Da varanda vejo a noite adentrar
refletindo em minha face o clarão
Recordo como foi bom te amar
invade de saudade o coração.

Olhando aquela estrela, então lembrei
O tempo que o amor era alegria
Sob o brilho da estrela te amei.
Com ardor me entreguei naquele dia.

O pensamento viaja a recordar,
Minha alma é tomada de emoção,
Àquele tempo não há como voltar.
Me abraça as lágrimas em profusão.

As horas passam, o vento assobia
A noite segue silente...devagar...
Aquele momento matei a agonia
em teus braços feliz a delirar.

Esta noite com olhar fixo no céu
Olhando pra estrela, quanta estesia!
Divago em lembranças soltas ao léu
Enterneço com a luz que irradia
Márcia A Mancebo
09/12/18

Saiba mais…

Único momento

3642664309?profile=RESIZE_710xÚnico momento

A solidão impertinente vê a noite
Como uma competição aos meus ais
Vara a madrugada com tanto açoite
É dona da imensidão e seus vitrais...

Quando o primeiro raio de sol aparece
Arrogante, antipática faz – me adoecer.
Vingativa se esconde ... Adormece
Minha alma lateja de tanto sofrer

Passo o dia embebida de saudade
Ouço, do relógio, cada badalada
Como se fosse um punhal e, na verdade,
É carência de afeto, ser amada...

Na ânsia de companhia, por ser só
Não vejo a hora de chegar o anoitecer
Mesmo que faça- me sentir que sou pó
Nesse momento que versos venho tecer...

Márcia A Mancebo
02/10/19

Saiba mais…

Rosas amarelas

3641775135?profile=RESIZE_710xRosas amarelas...

Retrocedendo no tempo me vejo
Menina sonhadora com a vida.
O sonho aguçado com teu beijo
Um presente do amor que brinda
que elucidava por ti, meu desejo.

Ainda lembro aquelas rosas belas
um significado extremamente
esplendoroso, amo rosas amarelas
Hoje, guardadas estão ressequidas.
Mimo de quem amei estonteantemente

Fostes tão presente em meus dias...
O primeiro amor na mocidade
Agora preenche as horas de alegria
acalentado o coração de saudade.

Márcia A.Mancebo
(02/10/19)

Saiba mais…

Emoção

Emoção

Embriagada pelo amor acordei
numa cama dourada de finos lençóis
No ninho sagrado onde me entreguei
e alucinadamente vi girassóis…

Girassóis, fruto da imaginação,
pois, o sol brilhava no céu
era tamanha extasia ao coração
Uma ressaca bela levou — me ao léu.

Não era utopia, era realidade.
Ali, o amor se fez sacramentado
E o sentir consentiu toda a verdade.

Esse momento levava à eternidade.
Na mente ficou tão bem guardado
esse instante incrível de paixão
Quando estou sozinha tenho lembrado
Meu corpo arrepia de tanta emoção.

Márcia A Mancebo (15/ 08/ 19)

Saiba mais…

Complexidade

3536747264?profile=RESIZE_710xComplexidade

A complexidade cruza meu caminhar
e o véu da noite cobre- me de incertezas
Por onde sigo, um vulto negro cega o olhar,
Abala sentimentos e esconde a certeza.
Não consigo discernir o certo ou, errado.

Há tantas divergências nos traçados
Que pensar sem que queira, fica conflitado.
Me condeno, perco o sono na noite
Meditando se encontro solução;
Estou cansada de levar da vida açoite.
Às vezes, descontrolo, perco a razão.

Então, vagueio num labirinto fundo.
Se tomar decisões apressadas
estou sujeita a entender o mundo
diferente do desejado e condenada
serei. Sem direção ficarei desnorteada.

É muita contradição e ruínas
abalando a mente e o coração.
Enquanto a mente vê turmalina
O coração perde- se num tufão
de dúvidas que afetam a atenção.

Embora tentasse resolver, não pude
entender, que fazer pra dar paz ao coração.
Chego a conclusão clara e rude,
que meu pensamento entra em ebulição,
sou com certeza um poço profundo de dúvidas.

Márcia A. Mancebo (11/08/19)

Saiba mais…

Mensagens do vento

3640031079?profile=RESIZE_710xMensagens do vento

A poesia chega a mim incandescente
Deixando que relate com ousadia
Aquele desejo escondido, fervente
Que enche minha alma de alegria.

Desejo pontilhado com diamantes
Sonho a ser realizado desde outrora
Onde o deslumbre era radiante
Vem à tona hoje, sem demora.

As palavras chegam rapidamente
Como telepáticas mensagens do vento
Fazendo - me feliz e sutilmente
Transcrevo o que vem ao pensamento.

Com a mente serenas sílabas amenas
Digo que a vida é eterna fantasia
Aquela agonia felina, hoje é pequena
O tempo incumbiu da alquimia
Transformá - la em uma poesia.

Márcia A.Mancebo

10/09/19

Saiba mais…

Quando...

3636942682?profile=RESIZE_710xQuando…

Quando a dor da saudade abate o peito
a alma contrita abafa sua dor.
Lágrimas rolam sem rumo…sem jeito
A mente rememora o ido esplendor.

O remorso escondendo amor desfeito
O desalento por vil dissabor
Traz à tona o acontecido, o tal feito.
É infinita a carência de um calor

Voltar no tempo é uma grande utopia
Ansiar o teu abraço é fantasia.
Tem que ter forças pra enfrentar os dias.

Remoer lembrança d'um velho amor
sem poder mais vê-lo, é enlouquecedor.
É isolar-se num mundo sem olor.

Márcia A. Mancebo
30/09/19

Saiba mais…

Esperança

3635532227?profile=RESIZE_710xEsperança

A veste que cobre seu corpo é um manto.
Seus olhos refletem sua incerteza.
Pois, a vida lhe fora ingrata e o pranto
esgotou — se com tamanha aspereza.

Vem de muito sofrer… triste tormento!
A desilusão levou — lhe toda certeza.
Um dia seria ouvido o lamento.
Alguém a salvaria da tristeza.

O destino indicaria direção
A felicidade retornaria
rompendo as grades da cruel prisão.
Liberta, a esperança renasceria.

De volta ao encontro do grande amor
esquecendo pra sempre o dissabor.
A paz na alna aflita, contemplaria…
Márcia A. Mancebo
(22/09/19)

Saiba mais…

Ah! Coração...

3635245187?profile=RESIZE_710xAh! Coração…

O coração açoitado pelos dias
já não tem pela vida a fantasia
que antes o recheava de alegria
acreditando na fiel utopia.

Desenganos o fizera sentir;
Procurar a felicidade é loucura.
Ela está na esperança do porvir,
Na mente de quem não tem amargura.

Chega branda como suave brisa
nas coisas simples que existe na vida,
no regaço terno que ameniza.
Na beleza da manhã, está embutida.

Ah! Coração não seja assim, covarde!
Sai desse labirinto de tristezas.
Volte a crer sem barulho… sem alarde
me faz voltar a viver com certeza.

Márcia A Mancebo (27/09/19)

Saiba mais…
CPP