Alma doída e nua ( Rondel)

3918665791?profile=RESIZE_710xAlma doída e nua

Na essência que perfuma a solidão
Estou embalando na noite, a lua.
Acalentando com lembranças o coração,
Sentindo a minha alma doída e nua.

A lágrima verte e uma saudade crua
Faz estardalhaço na emoção.
Na essência que perfuma a solidão
Estou embalando na noite, a lua.

Vejo as estrelas opacas na imensidão
Me abraço a recordar quando era tua
Despedíamos com um beijo no portão
Ficava a te seguir pela deserta rua.
Na essência que perfuma a solidão.

Márcia A Mancebo
18/02/2020

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3750615754?profile=RESIZE_710x

  • Um Rondel maravilhoso.....de Excelência. . Poesia de verdade.  

    Sem mais palavras meus efusivos Parabéns amiga Márcia 

    De Antonio

    • Obrigada querido amigo 

       

  • Meu Deus que coisa mais linda esse teu texto 

    Eu fico assim ...boba lendo e relendo tuas letras de luz 

    Meus parabéns minha mestra linda 

    Beijos da sua amiga Fênix 

    • Hummmmmm 

      Obrigada querida amiga.

      Bjs

This reply was deleted.
CPP