Doidice

 

tumblr_ln9lufbi7T1qirkq6o1_500_large.jpg

 

Quem foi que disse
Que o amor é só empolgação?
Vive-se de dengos e gamação
e de alguns aborrecimentos
que, por vezes, fogem à razão
Olhe só para nós dois, moço.
Esta é nossa melhor versão!
Um enlace passageiro
muito ardoroso e alvissareiro,
que nos jogou num turbilhão,
de desejos regados com o fogo
ardente das vulcânicas emoções,
De lá pra cá, o que nos une?
Impregnados de um sentimento
forte, eufórico, personificado
nos nossos desejos mais íntimos.

Somos dois corações enamorados,
o futuro de um marcante passado.
Temos lá nossas bobices...
Uma hora ou outra um atropelo aqui
um disse- me- disse, e surge a cisma
a especulação se vê senhora do território
Sentimentos turbinados.
Encontros desmarcados.
Tantos percalços e no vácuo os recados.
Seríamos, nós, esses seres atrapalhados
que não conseguimos entender
o que nos foi predestinado?
Entre birras, confusões, ciumeira,
dúvidas e incertezas;
vamos expressando a beleza
da nossa história emaranhada
de arroubos caprichosos, silêncios estridentes,
solidão doída, palavras de amor mal dirigidas
mas, também zelosos com nossas expectativas.
Ainda que, por demais, a resistência insista
O amor nos incita e bons momentos a gente cria
Quem foi que disse,
que o amor te dá um mundo colorido e perfeito?
Acho que é assim, o nosso jeito.
Amar na serenidade e na doidice.



 

Lilian Ferraz

25/09/2021

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Lilian Ferraz

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP