Darlene  em “D” (Tautograma)

 

Darlene  

 

Dias depois da desventura do devaneio

Distraído diante da desilusão

Dei deveras, dividando, desfecho

 

Darlene deu distância duvidando

Do diálogo direto desviando

Do desvelo denso dentro d’mim

 

Deste desgosto desafortunado

Danei desperdiçar-me, destruir-me, desleixar-me   

 

Digo despretensioso  deste destratar

Dando destinação da desunião

Dias duvidosos, desmedidos, desmontoados

 

Fim

 

Antonio Domingos

Dez- 1967

 

Ver a imagem de origem

 

 

 

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP