Harmonia.

Harmonia.

"o gosto da sua boca na minha
purifica este meu vil silêncio
adormecendo minhas dores profundas
dando me paz e a sublime harmonia."

"óh rosa, pequena e dialeta
teu corpo é meu lírico esconderijo
pois molda o meu destino azafamo
dentre os tais, a minha poesia."

"e fecunda, a noite como poeira
libertando demônios juvenis
diante do céu frio e abaloado."

"sê, deste ventre, só eu apalpo
canários e anjos quão minúsculos
por haver o meu lar no seu nume?"

Ednaldo F. Santos 

10824398659?profile=RESIZE_710x

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

poeta, razão , pássaro, eterno

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Maravilhoso poema, Ednaldo!!!

    Parabéns!!!

     

    Um abraço 

  • Belíssima Poesia... Sensualidade leve e harmônica com lindos versos criativos e inspirados e de Excelência de vocabular.

    Parabéns amigo pela obra e publicação

    Abraços de Antonio Domingos 

This reply was deleted.
CPP