Infinitos

 

Infinitos 

 

Meu olhar se perde no infinito
num céu azul cobalto violeta
na imensidão desse espaço,
me disperso e me enquadro
como se fosse uma bucólica pintura
ao alcance do meu braço.

Meu ser divaga, na linha do horizonte
tantas coisas minhas são reavivadas
conquistas, perdas e memórias
O infinito do meu se ali, extravasa

A tarde se vai, o crepúsculo enfeitiça
e a vida vem me convidar a explorar
os seus mágicos e infinitos encantos
que esta realidade está a me ofertar

 

 

Lilian Ferraz

18/02/2022

 

 

Oficina poética :PoesiaImagem

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Lilian Ferraz

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Um encanto de poesia....

    Parabéns querida!

    Bjs

  • Sensacional top demais 👏

    • Agradeço seu carinho. Bjs

  • Gestores

    Lindo céu você conseguiu ver e passar para nós leitores. Belo trabalho,Lilian.

    • Grata, caríssima. Bjs 

  • Lilian, deitar o olhar na amplidão do infinito  é de fato um transbordo de emoções.
    Gostei muito querida, parabéns e beijinhos 

    • Grata, caríssima 😘🌷

  • Ah Lilian...lindo...Deus a abençoe

    • Fico feliz com sua presença e apreciação 💙🙏

This reply was deleted.
CPP