MUDEI O RITMO

Já dancei muito samba no pé

e muita Black music dos anos setenta.

Na sessão de música lenta, quando não ouvia

um não; era a hora da sedução.

 

Ouvia sambas de amor ou Anita Baker

com a namorada do lado e

sempre usava um bom perfume.

Surgiam ótimos resultados.

 

Mas o tempo foi passando e o meu

ritmo foi mudando, não me tornei um

chato ou fanático, apenas um adorador.

O Espírito Santo me chamou.

 

Afetivamente procuro melhorar com o

crescimento da minha vida espiritual.

Aprendi que alguns beijos doces

poderiam ter  um veneno mortal.

 

Hoje todos os meus ritmos mais ouvidos

encontram-se na Harpa Cristã.

Agora eu amo demais as coisas do Céu!

Das coisas do mundo não sou mais fã.

 

Eduardo Samuel Ferreira

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Eduardo Samuel

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP