Saudade

7997471888?profile=RESIZE_710x
 
Saudade
 
Nesta rua estreita e antiga, cresci.
Foi lá que coisas boas aprendi. 
Quando recordo a infância vem saudade.
Pois, tudo mudou na minha cidade.
 
As pessoas não se conhecem mais,
Não ouvem com paciência os demais,
Antes, a amizade era um elo sagrado,
As conversas traziam um aprendizado.
 
As casas antigas com grandes janelas
Isso, é que chamo de total liberdade.
As cadeiras nas portas das casas
e a criançada brincando no passeio
Um quadro inesquecível à lembrança. 
Ah...que saudade quando era criança... 
 
O ar exalava um olor que só eu sentia.
Até hoje ao rememorar, traz alegria.
Os moradores eram verdadeiros amigos;
Um cuidava do outro, se preciso fosse, oferecia abrigo.
 
Ansiedade, tristeza ninguém conhecia.
Bastava entardecer a harmonia
Era estampada na face do pessoal
E todos ali ficavam até o por do sol!
 
Márcia A Mancebo
03/10/20
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Linda Poesia em pleno contexto com a imagem. Lindos versos. Amei...

    Abraços de Antonio

    • Obrigada querido amigo Antônio. 

      Um abraço 

  • Um aconchegante cômodo ...assim vejo sua página...a gente chega senta-se e suspira. Este me trouxe um sabor ainda maior, trazendo uma saudade saudável e gostosa, com sentimentos e palvars marcantes: paciência, amizade, aprendizado, liberdade, alegria e abrigo. Adorei caminhar por rsta rua. Te agradeço, fica com Deus

    • Obrigada amigo Carlos. 

      Um abraço 

This reply was deleted.
CPP