TAMBORES DE MINAS

7948542894?profile=RESIZE_710x

TAMBORES DE MINAS:

Saltam os muros de pedras,
passeiam pela Mata Atlântica,
navegam pelo velho Chico.
dormem em grutas históricas,
cantam o mesmo hino::
"Libertas Quae Sera Tamem",
percorrem intrigantes minas
onde moram os diamantes.
Vem de minas,
os cantos gerais,
serestas nas esquinas,
encantam demais,
lavadeiras do Jequitinhonha,
passam, lavam entoando hinos,
repartem mensagens de paz.
Nostalgia sofrida.
mares mineiros
vivem inteiros
nas mentes;
estão nos quintais
ao lado.
os amores de Minas
ecoam
pelas montanhas
Minas são tantas...
Minas se levanta
sem sequer dormir...

[gustavo drummond]

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Encantada com teus versos! Parabéns Gustavo!

    DESTACADO! 

This reply was deleted.
CPP