TEU SANGUE

TEU SANGUE

 TEU SANGUE

 

a linha tênue,

de costurar

que entrecorta a vida,

a beleza

e o desconhecido,

a morte

encontra-se

no meu Amor por ti

 

na grandeza das borboletas

coloridas

a revoar minha inquieta alma

nas voltas e partidas

e o borboletar em meu coração

em meio a estes arbustos e flores

em cores de arco-íris,

 

e o meu sangue arvorado

em meio aos galhos e folhas verdes

rolhas secas

vem concentrar-se em meio a púbis

na ânsia que o teu sangue

também...

 

 

fim

antonio domingos

10/03/20

  

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lindo demais!!!!

    Meus parabéns, Antônio!

    Um abraço

This reply was deleted.
CPP