Poesias

Recordação

Recordação


Menor é a dor na recordação
do que é no esquecimento e ela vem com a noite recheada de silencio.
E quando a luz da lua perfura, feri e quase mata
é na face escura da alma que lagrimas
escorrem cristalinas como fossem feitas prata.
Porem não é possível voltar no tempo
e nem ao menos apagar o passado,
tudo que resta são apenas pensamentos
iguais a espinhos em um caminho complicado.
A solidão do vento é quase sinfonia
em um céu que brilha está a lua desenhada
toda a ternura agora é simples ironia
de um coração que não esquece sua amada.

E um a um dedos procuram estrelas
quando a noite chega escura e triste
mas não poderão possui-las ou tê-las
porque neste céu só a recordação existe.

Alexandre Montalvan

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Olá: Quando ainda existe a recordação algo de belo perambula no coração apaixonado. Um belo poema. Parabéns!. Abraços

  • Adm

    Lírico poema, bela obra, Alexandre.

    Parabéns!

  • Parabéns, poeta, poema lindo, magistral, ás recordações me afligem de vez em quando e, insano deixo ela me levar aos lugares mais recônditos  do meu EU, e lá encontro todos os meus medos e demônios existenciais... Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP