Inspirações

Canção

Sonho, combustível para o ser em sua existência. Medo, sombra que há de seguir-te à todo instante. Juntos os dois fazem parte de sua essência, misteriosa e bela, tal como és o plenilúnio e a minguante. Estes milhões de pensamentos, que vagam pelo teu cérebro vão... Como fantasmas e os teus lamentos, infelizmente lhe assombrar-te irão. As noites em que o sono não vires lhe apagar-te essa luz tão derradeira... Tornarás enfim sentires, o que sentistes quando sofrestes da vez primeira. Mas a vida... Ah este velho e triste violino há de tocar-te outra vez tua canção. Pra que não fique, como ficas lá o sino, há chorar nas catedrais tua solidão. Thiago Rodrigues 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Aplausos ao teu momento de ciração deste poema, Thiago.

    Lindo!

This reply was deleted.
CPP