Inspirações

Luzes da madrugada

 

 

Luzes da madrugada 

 

Arrebatada por sentimentos 

Só,muito só e sem alento

Sufoquei o amargo pranto 

E especulei meu pensamento.

 

Segui por ruas floridas

Avenidas tais labirintos 

Vielas todas coloridas 

Com aroma de absinto.

 

Num canto uma feliz lembrança 

Com um sorriso encantador

Bons tempos de criança

Saudades do primeiro amor...

 

Não via naquele tempo falsidade 

Só alegrias e gargalhadas 

Hoje noto, só existe maldade

A quem nunca foi amada.

 

O que me deixou fascinada 

Foi um sentir repentino 

As luzes da madrugada 

Indicavam meu destino.

 

Voltei para realidade

Deixei o deslumbre por lá 

Cada vez que bate a saudade

Eu sei aonde encontrar....

 

Márcia A Mancebo   29/03/2017

 

 

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP