Inspirações

TEU VÍCIO

 
https://s3.amazonaws.com/zeckosimages/US50-kissing-couple-lovers-statue-1V.jpg

   

 
Teu vício
 
Viro-te do avesso

Não tem preço que me desbanque

Ou adereços

Que me impeçam de fazer-te ansiar mais...

Não serei jamais a última dose

Nem a última picada...

Sem lenço e sem documento

Sigo nessa estrada falciforme

Não uso nenhum emblema

Não finjo ser o que não sou

Quem quiser me engulir, que seja sem lisuras

Arranhando na garganta, estilhaçando a alma

Invadindo os poros sem pedir licença...

Não me visto de misuras para agradar

Sou pedra no sapato, sou vulto, sou açoite

No turvo da noite,

Sou o teu mais terrível pesadelo

Tua fome, tua necessidade gritante

Aguda e constante no íntimo de tuas intranhas.

E ainda assim, ai de ti que me anseias...

Sei que te inflamas quando me consome

No ínterior de tuas veias,

Na ardência de tuas narinas,

No enegrecer ou alucinar de teu cérebro...

Sou teu inevitável vício,

Teu erro e teu precipício

Deleitando-me de tua "sorte"...


By Nina Costa, in 03/12/2013
 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Nina Costa

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Bonito trabalho. Parabéns Nina.

  • UAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU,NINNNNNNNNNAAAAAAAAAAAAAA!

    QUE SHOWWWWWWWWWWWW.A MEI SEUS VERSOS E TUDO MAIS

    UAAAAAAAAAAAAAAUUUUUUU

    BEIJOS E APLAUSOS

This reply was deleted.
CPP