Poesias

Coração que não se governa

O coração que não se governa
Anda sempre desenfreado,
Às vezes escolhe tanto
Tornando-se mal-amado.

Vira e mexe enlouquece
Por tamanha ansiedade,
Acaba cometendo os
Mesmos erros sem maldade.

Sem cautela nas escolhas,
Ele atira pra todo lado.
Acaba frustrando-se por não
Ter ninguém ao seu lado.

Jilmar Santos

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Há 141 dias que fico pensando, como foi que o Poeta conseguiu

    de ao invés Poetisar - Opsss - melhor dizendo: "PoetiZar" sobre

    si mesmo - Intuiu sobre o Coração de Zoutro!!!

    ...

    Fazer o Q né... Zulive não APLAUDIR... E muito!!!!!!!

    gaDs

    JilmarFilh.jpg?width=255

    • Obrigado pelo carinho, poeta Zeca.

      Abraço!

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, governar o coração é uma tarefa árdua... rsrsrs  Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado, amigo Ilário!

  • Gestores

    Será que tem algum coração que se governa, ou, que governamos? Belíssimo! Bjs

    • Obrigado, Marso!

  • Como vai o sumido poeta Jilmar Santos? Substância poética de extraordinária propriedade. Apareça viu? Cumprimentos sinceros!

    • Obrigado, amigo! A faculdade me deixa doido, mas sempre que posso eu escrevo.

  • felicidades.bellezaobra.gif

    • Obrigado, Nieves!

This reply was deleted.
CPP