Poesias

SAINDO DA TOCA

 "SAINDO DA TOCA"   

Saiamos, portanto,

da toca que nos prende, 

nos segura, nos protege do nada,
que nos faz sentir a falta do abraço amigo,
do beijo carinhoso,
das mãos que o amigo oferece.
Saiamos desta toca
que embrutece
que as vezes nos torna rudes
que não nos mostra caminho algum
porque,essa toca,é o nosso falso eu
que nos quer escravizar
nos tornar fracos diante do bem,
da saúde, da dignidade, do bem querer.
Saiamos desta toca que perturba nosso sono
que nos leva a ter pensamentos ruins
que nos faz perder a calma
e que não deseja que
SEJAMOS FELIZES.
Saiamos desta toca que é o nosso próprio eu
e enfrentemos com determinação
tudo aquilo que à nós está reservado.
Vamos, lutemos agora e depois.
Lutemos por nossa honra, nossa dignidade
nosso amor próprio
e nossa própria salvação.


JC BRIDON  -  JÚLIO CESAR

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lir vc, meu amigo, é lir sabedoría em belos versos.

     Beijos até sua alma boa.

     

    excelentefelicidades.jpg

    .


    .

    .

  • Gestores Adm

    As prisões da alma que vão multiplicando os eus e aprisionando-nos em amarras que nós mesmos criamos. Maravilhoso poema.

  • Gestores

    É como " O mito da caverna", se não tivermos coragem de sair da caverna, nunca saberemos como é o mundo que é visto através das sombras na parede!!!

    Parabéns JC!!! Maravilhoso!!

    download.png

This reply was deleted.
CPP