Fórum

Gestores Adm

3671392025?profile=RESIZE_710x

2083884?profile=RESIZE_180x180Dia do Poeta

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia do Poeta é celebrado anualmente em 20 de outubro. Esta data celebra o profissional, que pode (e deve) ser reconhecido como um artista escritor, que usa de sua criatividade, imaginação e sensibilidade para escrever, em versos, as poesias que faz. O principal propósito desta data é incentivar a leitura, escrita e publicação de obras poéticas nacionais.

Origem do Dia do Poeta

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia Nacional do Poeta é comemorado a nível extraoficial, ou seja, não há uma lei que oficialize o 20 de outubro como Dia do Poeta no país. Mas, a data foi escolhida por uma razão bastante especial para os poetas brasileiros. No dia 20 de outubro de 1976, em São Paulo, surgia o Movimento Poético Nacional, na casa do jornalista, romancista, advogado e pintor brasileiro Paulo Menotti Del Picchia. A data homenageia e lembra este momento ímpar para os poetas do Brasil.

2083884?profile=RESIZE_180x1803671373417?profile=RESIZE_710xFonte da imagem:https://www.calendarr.com/brasil/dia-nacional-da-poesia/

 2083884?profile=RESIZE_180x180

Dia Nacional da Poesia

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia Nacional da Poesia é comemorado oficialmente em 31 de outubro no Brasil. A data foi criada em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, um dos principais nomes da literatura brasileira. O Dia Nacional da Poesia foi oficializado através da lei nº 13.131, de 3 de junho de 2015.

2083884?profile=RESIZE_180x180

Tema: Poesia

2083884?profile=RESIZE_180x180Período de vigência

31/10/2019

2083884?profile=RESIZE_180x180Regras do evento

2083884?profile=RESIZE_180x1801.Todos os membros podem participar;

2.É proibido o uso do tema como título das obras;

3.Cada autor pode participar com 6 obras;

4. Cada obra deve ter no mínimo 8 versos e no máximo 25 versos.

5.As obras devem estar inspiradas no tema;

6.As obras devem ser postadas dentro do link deste Sarau e de modo escrito, na caixa principal do tópico;

7. Visa-se com este evento a publicação de um livro (vários autores) pelo sistema de impressão por demanda pelas ditoras: Clube dos Autores e Amazon;

8. Permite-se apreciação (comentários) nas obras;

9. Permite-se imagem ilustrativa para efetiva arte pelos designers.

2083884?profile=RESIZE_180x180Boas composições!

2083884?profile=RESIZE_180x180

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • VIDA: MINHA POESIA

    Vida de poeta
    Esse ser não se cala
    Com sua alma exala
    Toda forma de prazer
    Vida, poesia e ser

    Vida poesia
    Fazer poético explode
    Coração pulsante
    Sangue corre nas veias
    Mente explode, cria

    Palavras saltam
    Voam no infinito
    Compõem-se os versos
    Sentimentos submersos
    Extravasa poesia

    Fonte de sonhos
    Reduto de prazer
    Faz acontecer
    Ultrapassa fronteiras
    Outras dimensões

    Encara aventuras
    Êxtase de emoções
    Perpassa bem-querer
    Infinitamente bela
    Vida poesia

    Luciene Avanzini
    11.11.2019

  •  

    O SER POETA-

    Malabarista de palavras,
    Colecionador de figuras,
    Semeador de semânticas,
    O idioma, irriga e o lavra.

    Escultor de tanta cultura.
    Pintor de poesia e mantras ,
    Versado em brancos versos,
    Das cores várias do arco-íris.

    Se cobre com a lúdica manta,
    Se desnuda de medo adverso
    Bebe o mágico sumo no pires.

    Criador das criaturas incríveis,
    Escultor de verbais esculturas.
    Poemas concretos, bem visíveis.

    (gustavo drummond)

  • A poesia

    ---------------------------------

     

    Escrevo em  prosas e versos o cotidiano 

    da vida fazendo download do meu 

    coração, onde a poesia não morre na ,

    caminhada , pois ela é ternura na 

    estrada  e só cuida da ferida quando ,

    a guerra acaba, pois quem é que não 

    sente a dor da saudade quando tem  

    saudade de alguém...ah poesia.

     

    ------------------------------------

     

    Sidnei Piedade

     
     
  • SERRANIAS...

    Ai quesaudades de assimcaminhar!

    Desafio! Equilibrio! Entre rochedos e resvalos!

    Perfumes de urzes e zimbros! O cheiro cabreiro!

    Ai quesaudades...

    O puro traçado dos penedos destacar,

    Verdes, azul-gris e ocres, liquenes abraçar...

    Ai quesaudades...

     

    Chantal Fournet

    24/10/13 (revisitado e leve correção hoje!!)

  • Amor poético, a poesia...


         O amor pela poesia é algo mágico. Na poesia não economizamos palavras, temas

    ou versos. Tudo vai brotando livre e, solta da alma tão cativa no corpo, em forma de

    versos que muitas vezes gritam de dor, da prisão a que são submetidos.
         A poesia fala de qualquer tema, ela não tem fronteiras, e voa leve ou pesada, não

    depende de autorização. Ela faz as suas regras em brincadeiras lúdicas ou não.

    Voa alto em ou dá voltas ao castelo, permeado de borboletas ou beija-flores que voam

    saltitantes entre as flores preferidas.
         A poesia nasce doce ou cheia de amargura, solta da alma tudo que está preso. A

    poesia é a alma ou a personalidade, pondo de lado as leis, e grita forte sem censuras.

    A poesia segue a liberdade de pensar e ser. Porque a poesia é SER a essência.
         Nela brincamos, corremos atrás dos sonhos, voltamos ao passado, vamos para o

    futuro, viajamos pelo universo, deitamos em versos, acordamos entre versos, e em

    gotas jogamos em nossas escrivaninhas.
         Poesia é falar a língua dos anjos, de Deus, ou até dos anjos caídos, é destravar

    todo conteúdo inconsciente, e ser livre para voar...
         A poesia nos dá a dimensão de que tudo é possível, pensamentos livres, castelos

    de areia ou de cimento, não importa, a poesia é alma que chora, fala, declama amor,

    grita de saudade e se consola nos versos...
         A poesia é SER, um ENTE verdadeiro em sua essência, do jeito que é...
         A poesia fala de amor e de guerra, justiça e injustiça, verdades e mentiras,

    realidade e fantasia, mas sempre há algo para analisar; ou seja é alma do poeta que

    está em jogo, em seus anseios conscientes ou não, em cada conteúdo...
     A poesia tem asas, na sabedoria escondida no âmago da alma, que o homem ainda

    não sabe explicar, ela é muito mais além...

    (NORMA AP SILVEIRA DE MORAES)

     

This reply was deleted.
CPP