Fórum

Gestores Adm

3671392025?profile=RESIZE_710x

2083884?profile=RESIZE_180x180Dia do Poeta

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia do Poeta é celebrado anualmente em 20 de outubro. Esta data celebra o profissional, que pode (e deve) ser reconhecido como um artista escritor, que usa de sua criatividade, imaginação e sensibilidade para escrever, em versos, as poesias que faz. O principal propósito desta data é incentivar a leitura, escrita e publicação de obras poéticas nacionais.

Origem do Dia do Poeta

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia Nacional do Poeta é comemorado a nível extraoficial, ou seja, não há uma lei que oficialize o 20 de outubro como Dia do Poeta no país. Mas, a data foi escolhida por uma razão bastante especial para os poetas brasileiros. No dia 20 de outubro de 1976, em São Paulo, surgia o Movimento Poético Nacional, na casa do jornalista, romancista, advogado e pintor brasileiro Paulo Menotti Del Picchia. A data homenageia e lembra este momento ímpar para os poetas do Brasil.

2083884?profile=RESIZE_180x1803671373417?profile=RESIZE_710xFonte da imagem:https://www.calendarr.com/brasil/dia-nacional-da-poesia/

 2083884?profile=RESIZE_180x180

Dia Nacional da Poesia

2083884?profile=RESIZE_180x180O Dia Nacional da Poesia é comemorado oficialmente em 31 de outubro no Brasil. A data foi criada em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, um dos principais nomes da literatura brasileira. O Dia Nacional da Poesia foi oficializado através da lei nº 13.131, de 3 de junho de 2015.

2083884?profile=RESIZE_180x180

Tema: Poesia

2083884?profile=RESIZE_180x180Período de vigência

31/10/2019

2083884?profile=RESIZE_180x180Regras do evento

2083884?profile=RESIZE_180x1801.Todos os membros podem participar;

2.É proibido o uso do tema como título das obras;

3.Cada autor pode participar com 6 obras;

4. Cada obra deve ter no mínimo 8 versos e no máximo 25 versos.

5.As obras devem estar inspiradas no tema;

6.As obras devem ser postadas dentro do link deste Sarau e de modo escrito, na caixa principal do tópico;

7. Visa-se com este evento a publicação de um livro (vários autores) pelo sistema de impressão por demanda pelas ditoras: Clube dos Autores e Amazon;

8. Permite-se apreciação (comentários) nas obras;

9. Permite-se imagem ilustrativa para efetiva arte pelos designers.

2083884?profile=RESIZE_180x180Boas composições!

2083884?profile=RESIZE_180x180

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Assim vive o poeta

    Dizem alguns, que para ser poeta há que ser solitário, viver apenas dentro de si garimpando suas ideias inspirativas. Não é verdade, para ser poeta, é preciso antes de tudo ter um "quê" de mistério, um olhar diferente sobre todas as coisas, uma aura colorida de arco íris, asas de borboletas que não negam ruflares, notas musicais dentro da alma, introspecção, um pouco de loucura e por aí vai. Não é nada fácil "ser poeta", escancarar a alma ao mundo, rasgando o coração em versos de amor e lirismos. Mas é muito bom ser poeta! Há nisso uma sintonia fina com tudo que é belo, com sentimentos e que deixam no ar a dúvida - seriam reais ou apenas fantasias suas palavras? É impossível saber , pois muitas vezes o que parece não é, nunca foi. Em outras, o fato é real e tão bem camuflado que deixa em dúvida qualquer pessoa

    Poeta é um perfeito camaleão, quando assim deseja e sempre deseja.

     A alma de um poeta só é completa e feliz quando verseja.

     

    Neusa Marilda Mucci

     

     

  • Os versos...

    Os versos chegam a mim incandescentes
    Me arrastam pro mundo da fantasia
    Me envolvem aos poucos e lentamente
    As mãos vão tecendo poesias...

    As palavras misturam – se num instante
    O pensamento viaja para ilusão
    E traz aquele sonho tão distante
    Que acalentei, tempo, no coração.

    Com as mãos trêmulas sigo adiante
    Digo que o amor nesse momento
    Em meu viver é fulgurante
    Como a bela estrela do firmamento.

    Linha por linha vou narrando
    Com saudade aquela flébil paixão
    Pouco a pouco sinto – me flutuando
    Adentro no universo da ilusão
    Que ser poetar é viver divagando
    Inconsciente pela imensidão.
    Márcia A Mancebo
    (21/10/19)

  • 75242183_10217965206353268_2244955001615024128_n.jpg?_nc_cat=108&_nc_eui2=AeHXadY--iakbPzYevn4gcZmkerMTx5T14kk8i2beurD-kygkuklfXnhivM5fqpc31elTRuVR4IM_rzuFdExUkPYGzeKti2Kj33BVfPYNsJpcg&_nc_oc=AQmY_nA_y_bzdVn3PSTgW8_iuQ1M3k5i8hRzl3FA3R-ZD7PbiOvtbxLvacuvwY3Sjxk&_nc_ht=scontent.fsdu23-1.fna&oh=ee6de76c35166ddb2d4759172823ff75&oe=5E2072F0

    Poeta é poesia

    Poeta não faz poesia,

    é poesia em ação

    o tempo inteiro,

    recolhe, todo dia,

    com imensa alegria,

    o favor

    da mensagem

    que chega,

    em forma

    de canção

    pra quem viu

    primeiro;

    o verso vai caindo,

    bem de mansinho,

    como chuva

    de carinho,

    como recados

    do amor

    ao coração.

    Ivone boechat

  • O Ser poeta

    O Ser poeta é por Deus agraciado
    Faz da tristeza uma alquimia
    Sem sequer às s vezes ser notado
    Tingiu com cores o triste dia.

    Ser poeta é viajar pela imensidão
    É ir além do que possa imaginar
    É embalar com sonho o coração
    Para que ele não pare de pulsar.

    É procurar motivos para viver
    Esquecendo que é dura a labuta,
    Mesmo necessária pra crescer.
    E com a magia, fazer, permuta!

    Sem precisar emprestar palavras
    O que sente traça no papel
    Tudo, tudo que um poeta lavra
    Vem à mente como fogaréu.

    Márcia A Mancebo (21/10/19)

  • Meu canto

    Isolada no meu canto preferido
    Onde posso pensar com saudade
    Do precioso e lindo tempo ido
    Onde desfrutei da felicidade.

    Aqui sozinha, sou poeta
    Versos teço com fascinação
    Minha alma que decreta
    A minha devotada inspiração.

    Meu instrumento, minha mão,
    Caneta, papel e sentimentos
    Que estão retidos no meu coração
    que intuem meus pensamentos.

    Às vezes rolam lágrimas ao escrever
    Minha alma contrita a suspirar
    Alerta pra que venha entender
    A sina do poeta é sempre amar.

    Sozinha, tudo posso, no meu canto.
    Não preciso do mundo esconder
    Se é pouco ou imensurável o pranto
    Que nas noites me fazem padecer.
    Márcia A Mancebo ( 21/10/19)

This reply was deleted.
CPP