Adm

Ciranda para as mães

Período de 1 a 30 de maio

Regras

1.A ciranda das mães será na modalidade poesia

2. Cada poema deverá ter o máximo de 25 versos e o mínimo de 8 versos.

3. No caso de quadras e trovas permite-se o máximo de 5.

4. Todos os membros podem participar com 5 poemas de sua autoria.

5. Os poemas devem ser postados na caixa principal abaixo sem formatação, apenas texto.

6. Permite-se comentários sobre às postagens

7. Permite-se imagem ilustrando o poema.

Boas composições!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

    • 2739511295?profile=RESIZE_930x

    • MUITO ESPECIAL. APLAUSOS MIL. PURA ALEGRIA

    • Adm

      E há muitas palavras em conecçaõ com a palavra mãe que nos enche de uma profunda gratidão.

    • Obrigada Edith...

       

  • Mães

    Mãe de José
    Maria mãe
    muitas filhas
    muitos filhos
    sempre incansável mãe
    forte como Maria de Jesus
    olhos que nunca cansaram
    enxergando tudo, por tudo abraçou
    planta e colhe o alimento de todos os filhos
    está sempre acordada, noite e dia
    soberana, sempre mulher
    Olhar singelo, pela beleza do amor
    azul, sonho de viver e de criar
    cativante, jeito de mãe
    olhar apagado, pela dor
    sem hora para educar
    seu leite atraiu os beija-flores
    doce alimento dos filhos
    um bonde em movimento transportando muitos ideais
    choque no medo
    sempre querendo retirar o filho ou filha do pecado
    mães e pais no seu cuidar
    trouxe com seu parto, muitos sonhos
    faz da noite, da madrugada, o domingo um dia de trabalho
    Mãe de Maria.

    J Hilton Rosa

    • 2739453302?profile=RESIZE_930x

    • Adm

      Parabéns pela tua linda participação.

       

    • Obrigado Edith 

       

  • Cândida criatura!

    Daquela chuva divina de benção
    o Pai criou uma cândida criatura.
    Num relance inesperado e bom
    com beleza e infinda doçura,
    trouxe a mãe ao mundo.
    Única que num gesto profundo
    dá fim a dor e emana o amor.

    É essa mulher que simplesmente
    com um abraço relaxa, mostra afeto.
    Com voz branda calmamente
    entende, compreende e num ato,
    num simples ato, a agonia amena.
    Faz a tristeza tornar-se se pequena.

    Abranda o mais duro coração.
    Acolhe, recolhe e consola.
    Pois, traz na alma a emoção.
    Com sua mão macia enrola
    o filho com tamanha devoção.

    As mães são ungidas… são santas!
    Os conflitos mais complicados dão fim.
    Com orações acalma, decanta,
    transmuta a vida em florido jardim.
    Márcia A Mancebo
    (08/05/19)

    • 2739461818?profile=RESIZE_930x

This reply was deleted.
CPP