Gestores

Oficina de criação de Indrisos sobre imagem

Esta oficina é para composições de Indrisos sobre imagem.

A cada 15 dias uma imagem será exposta, aqui, neste espaço para ser trabalhada.

Os participantes podem compor os seus indrisos no formato que acharem melhor.

Os indrisos, devem ser postados, aqui dentro da oficina, somente depois disto pode ser postado no blog ou do grupo ou pessoal. Lembrando que, quando você postar seu indriso no blog do grupo, automaticamente, ele aparecerá no seu blog pessoal.

É permitido, a cada autor, compor quantos indrisos desejar, sobre a mesma imagem.

Boas composições!

Imagem em tela para 1/08 a 15/08/16

*** Prazo Prorrogado até o Dia 25/08/2016

(devido Dific. Técnicas de Acesso à Rede Ning.)

Imagem colhida da Web

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • Gestores

    Meu caderno.

    Meu caderno onde tudo eu escrevo,
    Tem em suas páginas, meu acervo
    Meus sonhos e minhas penas definidas.

    Murmúrios de prantos e sorrisos.

    Meus anseios de paz e minhas guerras
    Minhas alegrias e a dor que berra
    Minha vida fugindo de outras vidas...

    Meus caminhos de inferno e paraíso.

    Marsoalex – 15/10/2016

  • Gestores

    Colheita.

    Quando a noite a poesia em serenata
    Deslizando pelas ondas em cascata
    Enchendo os nossos sonhos de sereias

    Poesia e mar se beijam ternamente...

    A brisa, bandoleira do universo
    Invade as ondas sem pagar ingresso
    Jogando mil versos nas areias.

    E eu, poeta, os colho ternamente.

    Marsoalex – 15/10/2016


    Marsoalex – 15/10/2016

  • Gestores

    Carícia musical.

    Era uma brisa mansa, alegre, doce
    Se refletia em mim como se fosse
    Um carrossel de pura fantasia

    Uma carícia em musical pureza

    Afagando o meu coração
    Despertando a minha emoção
    Deslizando nos ventos da poesia.

    E a poesia aflora com beleza.

    Marsoalex - 15/10/2016

  • Gestores

    3633011?profile=RESIZE_1024x1024

  • Gestores

    O teu diário

    Ali, distante de todos os olhares,
    abro o diário que esqueceste sob o travesseiro
    e te encontro dentro de outra roupagem.

    Em cada linha que leio,
    teus segredos e mistérios se revelam,
    e te sinto forasteiro em minha vida.

    A dor explode como preço da verdade.

    E a verdade me liberta para a vida.

    Edith Lobato - 18/08/16

  • Inocência

    Absorta em profundos devaneios

    A moça lê histórias de amores

    A mão posta sobre um dos seios

     

    A leitura atesta seus clamores

    Em desanuviar seus anseios

    E calar da alma seus rumores

     

    Furtivos ensejos boiam n’água

     

    Frêmito em seu corpo deságua

     

     Rui Paiva

  • Gestores

    Através da janela

    Na grama, sobre a quietude da tarde,
    diante do murmúrio, plangente, das águas
    viajo em cenários de inspirações alheias.

    Sinto os sentimentos que a alma invade,
    o misticismo da dor fluindo das mágoas,
    e seres, famintos, presos em suas cadeias.

    Sentada sobre a grama, o tempo voa.

    O mundo se descortina diante de mim.

    Edith Lobato - 10/08/16

This reply was deleted.
CPP