Gestores Adm

Oficina de Plêiade com a inicial S

Oficina de Plêiade com a inicial

Regras

1. Todos podem participar

2. O participante deve compor com a palavra deixa em tela, que será o título do Plêiade e, deve deixar outra palavra para o próximo partiicpante.

3. Os plêiade devem ser postados, sem formatação, dentro da caixa de comentários abaixo.

4. Permite-se comentários pelos participantes ou membros da Casa.

5. O título do plêiade será, sempre, a palavra deixada em tela.

Seja Bem vindo! Boas composições!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores Adm

    Palavra em tela

    Simbiótica

     

  • Gestores Adm

    Subterfúgio

    Suave teu carinho é noite enluarada,
    Sonata que seduz o coração carente, em
    Solitude imerso ao tempo corrosivo;
    Sacralizando a vida, em rituais diários.
    Sem fim o tempo esgota e depois renasce
    Sentiando a vida, vai
    Sepultando sonhos.

    Edith Lobato - 14/08/19

  • Gestores Adm

    Próxima palavra

    Subterfúgio

  • Gestores Adm

    Sentimental

    Sussura em meu ouvido dor, saudade,
    Sensível coração que não se aquieta,
    Sibila só amor, amor em brade e,
    Só rumina o ranço que lhe aperta.
    Se o tempo turva, então, chorar faz bem,
    Suavisa a alma e explusa para além a
    Solidão que fere o coração.

    Edith Lobato - 01/06/19

  • Gestores Adm

    Palavra em tela

    Soldado

  • Gestores Adm

    Sensível

    Soam os sinos na tarde outonal, onde,
    Senhores lavram a vida diária,
    Sacrificando vidas em si.
    Sonhos se findam ainda em sonhos, mas
    Seguem, pois sabem que o tempo é cruel.
    Se bebem, se comem elevam ao céu a
    Sua oração pela graça alcançada.

    Edith Lobato - 27/09/18

  • Gestores Adm

    Saci-Pererê

    Saindo da mata um vulto ao luar,
    Sozinho, sem lume, por entre o arvoredo,
    Saltava e fumava um velho cachimbo.
    Saci-Pererê, o mito lendário,
    Subia e descia nas sombras das árvores,
    Surrava os porcos e as galinhas, coitadas,
    Saíam correndo prás brenhas da mata.

    Edith Lobato - 9/8/17

This reply was deleted.
CPP