Minhas Atividade

Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Marsoalex!"
Jun 22
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Eudalia! Beijos!"
Jun 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Alcebíades. Abraços cordiais!"
Jun 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Sirtanio! Abraços!"
Jun 17
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Marcia! Beijos!"
Jun 17
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada Edith! Abraços!"
Jun 16
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada Lilian! Abraços!"
Jun 16
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada, Eudalia! Grande abraço!"
Jun 16
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion NOSTALGIA in ImagPoesia
"Obrigada Marcia ! Beijos!"
Jun 15
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post EU QUIS FAZER UM POEMA
"Obrigada Edith! Saudades! "
Jun 15
Maria Dolores salmerão Fender posted a blog post
Eu quis fazer um poema Mas que dilemaO poema se enroscou na teia A aranha fez cara feia O poema se assustou E palavra por palavra Lá de cima despencou! Juntei uma por uma Tentei recomeçar Maldita aranha Você vai me pagar! As letrinhas tremiamNão par…
Jun 15
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion NOSTALGIA in ImagPoesia
"Obrigada Norma!
 "
Jun 12
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion NOSTALGIA in ImagPoesia
"Obrigada querida poetisa!"
Jun 10
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada Luly!"
Jun 9
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada Marcia Aparecida Mancebo!"
Jun 7
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post SAUDADE DANADA
"Obrigada Marsoalex! É uma alegria muito grande ter a minha poesia ao lado da sua! Obrigada também pela maravilhosa ilustração e pelo destaque. A sua poesia é lindíssima!"
Jun 7
Mais…

Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Maio 7


1) Qual o teu nome completo?

Maria Dolores Salmerão Fender


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

07/05/1952


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

São Paulo/São Paulo/Brasil


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Esposa, mãe e avó. Flautista na Orquestra Silvia Luisada. Adoro Música, Literatura e tudo que é belo: Natureza, crianças, animais, chocolate. Gosto de escrever as poesias que surgem de repente em meu pensamento sem me prender as regras, coloco-as no papel do jeito que elas quiserem ficar. Escrevo no Recanto das Letras a aproximadamente 1 ano e no Clube das Letras faz três dias.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Edith Lobato


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

Sim


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Sim


11) Deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.facebook.com - Dolores Fender


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

Versos Limpos Gosto dos versos curtos Que caem na pia enquanto lavo louças Eu os lavo, enxáguo e enxugo no papel. Dolores Fender 30/11/2015 Mente Porque mentes? Em vez de flores De alegria Joga as sementes Da dor Da agonia Do terror! Mente Mentirosa Meu eu é teu? Porque não te domino? Sou tua escrava? Tua refém? Não mente! Sou dona de mim! Não vou deixar-te fazer assim Vou resgatar o meu eu Vou cuidar do meu jardim! Dolores Fender 19/06/2016


Minhas fotos

Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 2570

Grupos que participo

Minhas Discussões

NOSTALGIA

Nostalgia   Quando eu era criança vivi Num casarão mal assombrado Ainda hoje vivo De lembranças do passado!   Sempre que olhava no espelho havia Um homem de preto ao meu lado Eu sozinha em meu quarto Ele me olhava calado.   Um dia gritei por mamãe…

Saiba mais…

O Amor é Inocente

 "Amor com tudo isso é incomum..."O Amor é Inocente No meio de tanto trabalhoUm atalho, o amor.No meio de tanto amorUm atalho, a dor.A dor que adormece o coraçãoO coração que pulsa sem emoçãoA emoção que faz falta.A falta daquele amor que virou dorA…

Saiba mais…

Vesti-me de cores

 Vesti-me de cores  Vesti-me de coresPara espantar os horroresDo preconceito.Não sou negraNão sou brancaNem mulata.Sou uma infinidadeDe latas de tintaDe cores abstratas. Meu sangue é vermelhoMeus lábios também.Meus olhos podem ser verdesAzuis,…

Saiba mais…

O MONSTRO

    O Monstro   Ali não era lugar de fazer xixi Mas ele sempre ia ali. Sentia muito calor E nem se importava Com o atentado ao pudor. A vizinhança revoltada Armou uma cilada. Fizeram um buraco no muro Escuro e mal rebocado E colocaram um monstro…

Saiba mais…

Instinto

    Instinto   Barreira de fumaça que o meu olhar embaça Que entristece o meu coração É assim a selva que o homem devasta É assim a selva da ambição.   Os estalidos da floresta que grita As fagulhas do fogo que sai do chão Que espantam a ave e a…

Saiba mais…

Jesus

  Jesus Noite escura vida dura Num camelo a cavalgar Uma estrela com fartura Veio a Terra iluminar.    Nos passos dos camelos Único som a ecoar  Veio o vento do deserto Uma canção entoar.   O calor que era intenso Começou a amenizar Os viajantes…

Saiba mais…

João E Maria

 João e MariaVou lhes contar em versoO que me contou o UniversoSobre João e Maria. Estava Maria a passearQuando de repenteAparece João a sua frente. Eles não se conheciamE nem ao menos sabiamQue iriam se encontrar. Maria colhia floresPara o seu…

Saiba mais…

Autor em tela

CPP