Minhas Atividade

Miguel Carqueija commented on Nelson de Medeiros's blog post GAROTINHA
"Esta poesia é perfeita em seu romantismo. Quase não se ouve mais falar em madrigais, é preciso manter a chama romântica nas letras. Abraços."
Set 17
Miguel Carqueija commented on Eudalia Alves Martins's blog post AINDA ESTÁ EM TEMPO!
"Tem toda a razão, Eudalia. Ainda existem árvores, pássaros, borboletas e flores, apesar de toda a destruição. Vamos festejar a vida. Beijos."
Set 17
Miguel Carqueija commented on Lírio Reluzente's blog post A BAILARINA
"Sim, há qualquer coisa de sublime nesta arte, e sua homenagem está singela e justa. Beijos."
Set 17
Miguel Carqueija commented on Lilian Ferraz's blog post Amor, amor, amor
"Eu ainda prefiro o amor romântico por mais que queiram torná-lo antiquado, mas ele é perene e insubstituível. Junto com o amor fraterno, é a mola do mundo, Beijos."
Set 17
Miguel Carqueija commented on Marcia A Mancebo's blog post Sedução
"Intenso poema de romance, Marcia, e oportuna a menção da ave, que os pássaros realmente realizam danças amorosas. Beijos."
Set 17
Miguel Carqueija posted a blog post
NÓSMiguel Carqueija Os nós que sempre nos unemsão importantes pra nós,eles sempre nos reúnemse nos encontram a sós. Se nosoutros nos amamoscom laços e nós formadospela vida caminhamossempre bem acompanhados. Comemos bolo com nozpois nozes…
Set 17
Miguel Carqueija commented on Meire's blog post Até que você decida voltar
"Um poema de dolorida saudade, é assim a dor de um amor inconformado com a separação. Beijos."
Ago 2
Miguel Carqueija posted a blog post
AGORA CHOROMiguel Carqueija E choro pela minha juventude perdida,pelos sonhos que se desfizeram,pela infância deixada para trás,por uma existência de desgosto e penúria,pelos ideais evaporados,pelo amor que não surgiu,pelas amizades perdidas,por…
Ago 2
Miguel Carqueija commented on davi simas couto's blog post Nave estelar
"Graças a Deus, nosso planeta tem uma proteção especial. Nem todos sabem disso... mas as armas nucleares nunca deveriam ter sido inventadas. Abraços."
Jun 15
Miguel Carqueija commented on MARGARIDA MARIA MADRUGA's blog post FELIZ ANIVERSÁRIO LETI RIBEIRO!
"Oi Leti, quero me juntar aos cumprimentos e envio daqui meu beijo carinhoso."
Jun 15
Miguel Carqueija posted a blog post
Cadê a luz no final do túnel?E criticar o sistemajá não se pode, caluda!Vivemos nesse dilemae a nossa vida não muda. (imagem pixabay)
Jun 15
Miguel Carqueija commented on Marcia A Mancebo's blog post Último momento
"Sim, é inevitável para todos nós. Me fez lembrar Augusto dos Anjos. Graças a Deus só não somos imortais aqui na Terra, pois prosseguimos em outro plano. Beijos."
Jun 1
Miguel Carqueija posted a blog post
Sempre admirei a Lua,mundo igual não há nenhum;que em nosso céu flutuaesparzindo a sua luz,refletindo como pratae que ao romantismo induz;tu és a beleza inatae a terra da Sailor Moon!  (imagem pinterest)
Jun 1
Miguel Carqueija commented on Lilian Ferraz's blog post Um amor assim
"O amor é assim mesmo, pura alegria. Parabéns por usar o termo "fagueiras" que pouca gente usa hoje em dia. Beijos."
Mai 13
Miguel Carqueija posted a blog post
Nunca a chave se entrega
do galinheiro pro lobo;
vamos pois nesta refrega
enfrentar a Rede Globo!
 
 
imagem pixabay
Mai 13
Miguel Carqueija commented on Sueli Simão's blog post Universo Azul
"Muitas metáforas num poema que na verdade é de amor. Metaforizar bem é uma arte.  Parabéns e beijos."
Mar 28
Mais…

NÓS

NÓS

Miguel Carqueija

 

Os nós que sempre nos unem

são importantes pra nós,

eles sempre nos reúnem

se nos encontram a sós.

 

Se nosoutros nos amamos

com laços e nós formados

pela vida…

Saiba mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Agosto 14


1) Qual o teu nome completo?

Miguel Francisco da Cruz Carqueija


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

14 de agosto de 1948


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Rio de Janeiro-RJ Brasil


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Sou escritor compulsivo e trabalho com diversos gêneros, principalmente contos e novelas de ficção científica, fantasia, terror e mistério, além de produzir poemas, resenhas de filmes e livros, e artigos diversos. Tenho muitos livros publicados em papel ("Farei meu destino", "O fantasma do apito", "A rainha secreta") e na internet ("A face oculta da Galáxia", "Poderosa" e outros).


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Dolores Fender


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

https://não há


12) Publique neste espaço, uma poesia ou texto de sua autoria.

A VINGANÇA Miguel Carqueija — Ei, que é isso? Como é que você entrou aqui? — Por teleportação, terrestre idiota. Não é o que sempre acontece nos seus romances? — Sim, mas... — Eu sou um marciano. Há mais de cem anos, desde Wells, que vocês, seus escritores de ficção científica de meia-tijela, nos apresentam como monstros horrorosos, perversos e sádicos. Há gerações que vocês nos caluniam e influenciam seu povo com as mais torpes peçonhas e mentiras contra nós. Agora cansamos e viemos nos vingar. — Mas espere aí... não é justo... afinal eu só tenho duas mãos e você tem dez... não, espere! Socorro... argh... TINKERBELL Miguel Carqueija Eu me chamava Sininho no dia em que o conheci; dei-lhe todo o meu carinho mas no fim eu o perdi. Eu e Peter assim fomos um amor bem diferente: afinal o que nós somos? Eu fadinha e ele gente. Mas como amar um humano pequenina como eu sou? Foi este o amor insano que bateu asas, voou. Eu só podia beijá-lo! Casar com ele impossível. Eu queria tanto amá-lo, viver assim era horrível. Mas Peter nem percebia o amor em meu coração; insone à noite e de dia, acalentando a paixão. Por toda a parte o segui, até que um dia cansei; e certa tarde eu fugi, às fadas eu retornei. No reino das fadas vivo curtindo um cruel destino: com meu coração cativo, soando triste o meu sino. A dor da gente é só nossa, que aos outros não se revela; Tinkerbell vive na fossa, Levando a dor que é só dela.


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 7317
Recebido:
15 de Ago de 2020
CPP